CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

29 de novembro de 2009

GOOGLE ASSOCIA LULA À IMAGEM DE MENTIROSO


Como nascem os conceitos? Curioso, remeti a pergunta ao buscador do Google -- de longe, a ferramenta virtual mais utilizada pelos brasileiros. As três primeiras definições que a busca produziu bastaram para começar:


1. Conceitos nascem pela repetição. Joseph Goebells, ministro encarregado da propaganda nazista de Hittler, dizia que uma mentira repetida diversas vezes começa a parece uma verdade! – fonte: http://br.dir.groups.yahoo.com/group/SatsangNiravKanan/message/1817


2. Para a Ciência, "formar um conceito envolve uma seleção de características importantes das nossas experiências --assim como a categorização delas. O nível pelo qual somos capazes disso é definido como uma característica da inteligência humana, formada no hipocampo cerebral." - fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u630696.shtml


3. Por último, extraio trecho de comentário da internauta Miga, sobre o tema: “(...) O mais importante em cada formulação de um conceito são as circunstâncias. Pensamento-Palavra-Ação-Movimento-Transformação. Nada em nossa história é contínuo ou progressivo, tudo depende das circunstâncias, e todo um conjunto de elementos, que fazem essas circunstâncias. Da reflexão nascem os conceitos. Todavia, da reflexão racional e da prática. E onde está a verdade dos conceitos? Antes disso, o que é a verdade? Ela existe, pré-concebida, estabelecida? Ou, ela é formulada, segundo o sujeito e o objeto, dependendo das circunstâncias? Um conceito que serviu em uma época, tem seu sentido e valor modificado, na época seguinte, e assim por diante. (…)”  fonte: http://fotolog.terra.com.br/filosofando


O que teria, então, motivado o próprio Google a relacionar a figura do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, à imagem de mentiroso? Cada um de nós poderia discorrer durante muitos minutos para dar a resposta. Eu, inclusive.


No entanto, em respeito a você que me lê, e a sua capacidade de raciocínio, abstenho-me dessa tarefa inútil. O que resta, de fato, é que para cada conceito há pelo menos três definições sob os pontos de vista da propaganda político-ideológico-partidária, da ciência e da filosofia para embasar a opinião. Qual seria a sua escolha?

A justificativa do Google deve ser interessante. Pois, então, para externá-la, o buscador está esperando o quê?

26 de novembro de 2009

ESTÁ NA HORA DE OXIGENAR O RÁDIO

Depois de algum tempo no estado de Mato Grosso visitando Cuiabá, Sinop, Colider, Canaã do Norte e Alta Floresta, regressei. Ao atualizar os dados sobre o cenário geral do mercado radiofônico, deparei-me com as novidades do site Bastidores do Rádio, reformulado. O que interessa são as notícias que encontrei no site e, assim, vejamos três destaques:



1) As denúncias contra Ricardo Capriotti, atual presidente da Aceesp, precisam ser devidamente esclarecidas em nome da transparência, da Justiça e do próprio futebol. Convém lembrarmos que os clubes paulistas respondem, em boa parte, pela grandeza do esporte brasileiro cuja repercussão é mundial. O site está de parabéns pela coragem ao divulgar o fato, mas deve estar atento para não ser, eventualmente, colocado a serviço de interesses inconfessáveis de terceiros. Não conheço, pessoalmente (exceto Cléber Machado, que foi colega de trabalho, muitos anos atrás, na Rádio Bandeirantes), nenhuma das partes envolvidas no inbroglio, mas o princípio da presunção de inocência, respaldado pela Constituição, precisa ser observado: todos são inocentes até que se prove o contrário. Assim, que se apurem os culpados, se houver, e que eles paguem pelos erros cometidos, se for o caso. Como todos esperam, claro. 


2) A desativação total do satélite Goes 10 que, apesar de sucateado, presta um apoio importante aos meteorologistas tupiniquins, inclusive através das emissoras de rádio, revela um profundo descaso em relação ao ouvinte. O que fizeram as autoridades brasileiras, mesmo depois de avisadas, há cinco meses, que o artefato espacial seria derrubado pelos Estados Unidos, donos do equipamento? Nada. Como gosta de dizer o presidente Lula, "nunca, antes, neste país, se viu coisa igual". Para trocar em miúdos, é o máximo em termos de irresponsabilidade. O rádio, tão maltratado nos ultimos anos, não merece mais um desserviço como esse;



3) Para finalizar, o último destaque é o próprio rádio. A caminho da digitalização total (embora sem data prevista para o seu início) o veículo tenta se modernizar tanto quanto possível. E, para isso, se vale de antigas fórmulas de sucesso. É o caso da Mitsubishi FM, mais uma das emissoras que adotaram o formato inovador, aí sim, de rádio contemporâneo. À primeira vista, pode parecer que há um evidente paradoxo na proposta da direção da emissora que ao inovar adota fórmulas consagradas e, por isso mesmo, tradicionais, como é o caso do programa apresentado por Lorena Calábria, Johnnie Walker com Gigantes.


Este é o ponto que eu quero realçar. Como dizia Chacrinha, o velho guerreiro, "nada se cria, tudo se copia". A máxima vale tanto para o rádio quanto para a televisão, é só notar. A dobradinha música e entrevista funciona; atende às expectativas do ouvinte e atrai anunciantes. Além disso, prova por A mais B que a modernidade também está na virtude de adaptar-se a novas eras mesmo que, para isso busquem-se no passado modelos testados e aprovados para serem reformulados. Ou seja, moderno tem que ser o conceito, não a origem do produto final.


Parece que a maioria dos dirigentes do rádio "moderno" não ajustou o foco ou não adquiriu, ainda, conhecimento suficiente para não temer a presença dos veteranos. Antes, prefere tachar de "velhos e ultrapassados" profissionais com mais de quarenta anos de idade. Assim, a experiência de um enorme contingente de desempregados ou subempregados fica jogada às traças.



Curiosamente, quando esses mesmos dirigentes preconceituosos precisam de boas idéias, vão revirar os baús em busca de solução. E, daí, tentam disfarçar a "novidade" poluindo o ar de ruídos estranhos que sonorizam vinhetas absurdas, frases "espirituosas" e apresentadores inexperientes. Sem falar naqueles que têm graves problemas vocais e de dicção, a ponto de tornar ininteligíveis o que dizem. É aí que está o "novo", dizem os "sábios" diretores. Este não é o caso específico do programa Johnnie Walker com Gigantes, nem de Lorena, antecipo-me em esclarecer antes que minhas palavras sejam distorcidas, mas é a regra geral na maioria das emissoras "modernas".


Seria mais eficiente, satisfatório e honesto fazer tudo às claras. Compreendo o receio de alguns dirigentes de serem considerados incompetentes. 




Alguns até o são, mesmo, sem a menor dúvida; é espantoso como permaneçam no cargo. 





Outros, apenas revelam-se profundamente medrosos e inseguros. Está na hora de repensar valores e oxigenar o rádio. Em nome do maior interessado no assunto: o ouvinte.

4 de novembro de 2009

CARTÕES DO ENEM SÃO DISTRIBUÍDOS


Depois da lambança, estão sendo distribuídos os cartões de confirmação para os cerca de 4 milhões de alunos que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio, ENEM, neste final de semana. Confira os detalhes: 
http://www.band.com.br/jornalismo/cidades/conteudo.asp?ID=215895
E mais: http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u659985.shtml

3 de novembro de 2009

A QUEDA DO MURO DE BERLIM, VINTE ANOS DEPOIS


Neste anos são passadas duas décadas da queda do muro de Berlim. Emblemático, o fim da divisão das duas Alemanhas representou o surgimento uma nova era na política internacional, o início da constatação de que o mundo exigia reformas urgentes e fundamentais. O fato provocou mudanças do mapa geopolítico europeu e influenciou outras partes do mundo. Relembre os 20 anos da queda do muro:   
                                           http://g1.globo.com/Sites/Especiais/0,,17398,00.html