CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

31 de dezembro de 2012

ESCOLA DE CÃES DE RESGATE

Nota do editor: Leitor assíduo, ex-colaborador do blog —com a coluna Palavras Descruzadas— Marcos Vinícius Gomes é participativo e sempre que pode traz informações adicionais a um post. É o caso do registro que fiz sobre a queda do helicóptero dos bombeiros, no Rio de Janeiro, no sábado, 29 de dezembro.  Vinícius deixou um recado interessante, que transformo em post para a sua apreciação.

“Flávio,
Lendo seu texto, lembrei desse vídeo (link YouTube), que mostra o treinamento de cães Newfoundland (Terranova) na Itália. A ideia de usar cães em resgates marítimos veio de Ferruccio Pilenga, um voluntário da Defesa Civil em 1988 que treinou seu próprio cão para resgates. Disso surgiu a Escola Italiana de Cães de Resgate, única escola de treinamento de cães de salvamento que também atende o exército, polícia, alfândegas, etc.
No caso, o cão salta do helicóptero com uma corda e uma boia e vai até à pessoa, que é conduzida de volta. Assim o helicóptero não precisa estar 'em cima' da pessoa a ser resgatada, o que evita acidentes como o do Rio (pelo que deu para ver, ele estava bem em cima da onda).
O dono do cão que é treinado na Escola é voluntário, assim como o cão (diferente dos cães da PM ou PF no Brasil) e eles estão sempre à disposição quando solicitados. Um cão Terranova pode puxar um barco com 30 pessoas a uma distância de até 1KM!

No segundo link, há um texto (em inglês, dá para jogar no Google Tradutor pois está bem escrito) que conta um pouco sobre essa escola de treinamento de cães de resgate.
Abs.”

escola_salvamento Clique na imagem acima para ver o vídeo sobre o treinamento dos cães de resgate.

O texto sobre a escola está aqui. Use o Google Translate, se precisar traduzir. Aqui.

_____________________________

Imagem: fotograma extraído do vídeo a que o link remete.

30 de dezembro de 2012

NA PELE DO LOBO: HERÓIS TRANSFORMAM-SE EM VÍTIMAS NA PRAIA DE COPACABANA

helicUm turista mineiro, em férias no Rio de Janeiro, flagrou neste sábado, 29, a queda de um helicóptero da equipe de salva-vidas dos bombeiros em serviço na praia de Copacabana, altura do Posto 2, na Zona Sul do Rio. A aeronave sobrevoava a orla quando perdeu sustentação e caiu. A bordo, estavam quatro bombeiros. Todos saíram ilesos do acidente. As imagens do acidente mostram que os quatro tripulantes, deixaram o helicóptero imediatamente após o choque com a água do mar. Veja vídeo no fim do post.

helic 1Outras aeronaves e equipes de resgate acorreram ao local da queda para auxiliar nos trabalhos de salvamento. As causas do acidentes ainda não foram reveladas. Os heróis das praias tiveram seu dia de vítimas. Ainda bem, sem mortes a lamentar.

*** *** ***

As imagens exclusivas, gravadas por Genésio José de Macedo, cinegrafista-turista mineiro, estão aqui.

Celulares em ação mostraram a movimentação seguinte à queda. Aqui.

Neste outro link, a aeronave já retirada do mar, é colocada em um caminhão devendo seguir para perícias e, posteriormente, reparos. Aqui.

___________________________________

Imagens, exclusivas de “O Globo”, foram retiradas do vídeo de Genésio José de Macedo.

29 de dezembro de 2012

NOVO CUPOM FISCAL VAI TAPAR O SOL COM A PENEIRA

A presidente Dilma Rousseff sancionou no início de dezembro, dia 10, a lei 12.741, que torna obrigatória a discriminação dos impostos sobre produtos e serviços adquiridos pelo consumidor.

Tudo deve ser lançado, com clareza, na nota ou cupom Fiscal. Dessa forma, você saberá quanto custa o bem ou serviço e quanto de imposto recai sobre eles. E o governo, naturalmente, ficará sabendo, na hora, quanto vai embolsar em tributos.

Para a implantação da medida serão necessários alguns ajustes. O prazo inicial previsto para a conclusão dessa etapa é de seis meses. Antes, a lei precisa ser regulamentada.

Representantes do comércio apontam dificuldades para a implantação do novo sistema. De antemão, sabe-se que o custo operacional decorrente da lei vai recair sobre as costas do consumidor. Portanto, nem governo nem comércio estão preocupados com isso. Você vai arcar com o custo da medida. No final do post há um link sobre o assunto, com mais detalhes.

O que eu quero destacar é que, até hoje, o comércio resiste à simples emissão da nota ou do cupom fiscal. Você conhece —com certeza— algum tipo de estabelecimento comercial, perto de sua casa, que só emite a nota ou o cupom fiscal se o consumidor exigir. Mesmo assim ainda tenta ludibriar o cliente, emitindo um simples comprovante de pedido, nada mais que isso. Essa prática caracteriza SONEGAÇÃO FISCAL.

Por que fazem isso? A resposta é simples: porque não existe fiscalização. Ciente dessa dificuldade, o governo procura implantar tecnologias que permitam monitorar as operações comerciais, incluída a prestação de serviços, sem depender de controle físico, ou seja, da atuação de fiscais.

O que já acontece, por exemplo, com os programas Nota Fiscal Paulista e Paulistana, quando o consumidor fornece o CPF, na hora de pagar.

Há outros, semelhantes, nos demais estados brasileiros. O problema é que os maus comerciantes vão continuar fora da malha tecnológica, sonegando impostos.

impressoras_tiquete

Perto de onde moro, há um minimercado. Careiro, superfatura o preço das mercadorias, em média, na casa dos 25% e sonega impostos.

Por lei, está obrigado a ter nos caixas o ECF—Equipamento Emissor de Cupom Fiscal e a emitir o documento em qualquer operação.

Mas o que se faz é imprimir o “engana trouxa”, um tíquete sem valor fiscal, em clara demonstração de desrespeito ao fisco e ao consumidor.

Sobre os balcões, estão as maquininhas que emitem o documento fiscal e as que imprimem o “engana trouxa”, simultaneamente expostas, prática vedada por lei.

Se você insiste em querer o cupom fiscal verdadeiro, acaba mal visto no pedaço. O pessoal faz cara ressentida, como se o pilantra fosse você.

O que impressiona é que o minimercado está a menos de 50m da subprefeitura do bairro, numa prova de que esse tipo de comerciante não se intimida com nada. Ou terá razões para tanta despreocupação?

A presidente Dilma, embora siga a escola de seu antecessor, que nunca sabia de nada, talvez tenha sido avisada que coisas assim acontecem rotineiramente em todo o país. Está na hora de evoluir, também, em relação à defesa dos direitos do cidadão-consumidor em vez de só tirar-lhe o couro.

*** *** ***

As novas normas para emissão da nota ou cupom fiscal estão aqui.

___________________________

Imagens: Impressora para controle interno – link / Impressora de cupom fiscal – link / Nota Fiscal Paulista – link / Modelo de cupom fiscal com lançamento do imposto – link /

27 de dezembro de 2012

A “VIRGEM” LEILOADA E AS “MENINAS” DA VILA SANTA CLARA

Vejo, em portal de notícias, que um dos destaques do ano foi a catarinense que leiloou a virgindade. O arrematante, um japonês milionário, pagou mais de um milhão e meio de reais para inaugurar, digamos assim,  as instalações “estalando de novas, cheirando à tinta” — como se diz.

Capa da Playboy, a moçoila conta os dias para participar de um documentário internacional sobre o tema e aguarda decisão da Justiça para “entregar” a prenda que o japa ganhou.

Olho para as fotos, mais uma vez, (quem ainda não viu?) e uma voz interior exclama, incrédula: “virgem, é?!!”

Não sei porque, mas foi inevitável me lembrar dos tempos de garoto, em Sorocaba. Naquela época, 1968/69, as meninas não “ficavam” e “abater” cabras e galinhas já não era a opção da rapaziada de cidades um pouco maiores. A “lenda” contava que apenas sitiantes, roceiros, a peãozada e demais trabalhadores do campo é que ainda faziam uso do expediente. Eu nunca acreditei nisso, mas…

Nós, que já éramos “boyzinhos” de cidade metida à besta tínhamos ultrapassado essa fase. E com o desenvolvimento, não havia galinhas na cidade. Digo, galinhas mesmo. Nem cabras, nem éguas, nem nada que pudesse remediar. Então, o remédio era a Vila Santa Clara, no caso sorocabano.

Vila Santa Clara era o que muitas outras cidades brasileiras conheciam por outros nomes, espalhadas pelo território nacional.

Para explicar suscintamente, tais lugares eram o paradeiro das mulheres que se dedicavam à difícil vida fácil.

Ou, para ser mais direto, era o lugar onde as casas tinham luz vermelha na porta indicando, em aparente paradoxo, que o “trânsito”, ali, era livre.

De quando em quando, os boatos corriam de boca em boca informando sobre a existência de “novas” meninas na Vila. “Acabaram de chegar, todas na faixa dos vinte anos. Coisa fina.”

Nem me lembro mais quanta decepção esse tipo de aviso causou. Acontece que as meninas eram novas ali, aonde acabaram de chegar, mas já haviam rodado muita quilometragem por esse Brasilsão afora. Em suma, os boatos eram apenas papo de enganar trouxa, mas, naquele tempo, confesso, éramos trouxas felizes que sonhávamos com pernas bem torneadas, como a imagem sugere… doce ilusão!

Aí você me interrompe do devaneio e pergunta, à queima-roupa:

— Ué, e o que tem a ver a “leiloeira” com as “novas meninas da Vila Santa Clara, da sua Sorocaba de antigamente?”

Constrangido, sou obrigado a concluir que se você não encontrou ligação é melhor eu nem explicar. Tá ligado?

*** *** ***

E se você, como eu, ainda não engoliu essa, paciência, mas a “virgem” continua em evidência. Como se nada mais importante tivesse acontecido no Brasil em 2012. Veja.

___________________________________

Imagens: Capa Playboy – link / Casa da luz vermelha – link / Pernas - link

22 de dezembro de 2012

MUIBO CURY, LOURIVAL PACHECO E JOELMIR BETING: QUE TORCIDA!

Na semana passada, depois de avisado por Karina Cury, publiquei que nos dias 15 e 16 de novembro Rolando Boldrin faria uma homenagem, na TV Cultura, a Muibo Cesar Cury, pai de Karina. Inevitavelmente, me veio à lembrança que 26 de dezembro é a data da morte de Muibo.

Poucos dias antes, durante um dos giros diários pela web, visitando blogs de colegas, alguns sites e redes sociais, vi uma observação curiosa. Não tenho certeza de quem a fez, mas, se não estou enganado, foi Douglas Ladeira, atualmente morando na cidade litorânea de Itanhaém/SP, onde mantém uma emissora de FM.

close_muiboUm dia ou dois após a morte de Joelmir Beting (29/11/2012), li o comentário atribuído a Ladeira sobre as três grandes perdas que não apenas a Bandeirantes, mas o próprio rádio, sofreu nos últimos tempos. Para arrematar, o texto citava a condição palmeirense do trio.

Muibo, Lourival e Joelmir eram torcedores fanáticos do verdão. Encontrei no detalhe o elo perfeito para homenagear os três de uma só vez. 

O primeiro a nos deixar foi Muibo Cesar Cury, em 26 de dezembro de 2009. Aos 80 anos, trabalhou praticamente até a morte.

Interessado na profissão, atuava com prazer. Trazia um eterno sorriso nos lábios. Era simpático, companheiro e camarada, como costumam ser os amigos verdadeiros.

Ninguém trocava a escala com você? “Converse com o Muibo”, alguém sugeria. Era tiro e queda, Muibo estava sempre disposto a ajudar.

Compositor talentoso, traduzia com simplicidade e beleza poética o que seus olhos azuis enxergavam nas cenas cotidianas e as pessoas nem percebiam.

Lourival Pacheco morreu aos 75 anos, no primeiro dia de setembro de 2010. Na ocasião, registrei aqui no blog a perda do amigo.

Repito agora um trecho daquele post, para descrever o jeito de ser de Lourival Pacheco: amigo, divertido, expansivo, intenso, amigo, bonachão, impetuoso, coração mole, amigo, chorão, brincalhão, leal, amigo, inesquecível.”

Da mesma forma, esclareço novamente que repetir quatro vezes a palavra amigo em uma única frase não foi cochilo de redação. 

A repetição intencional me pareceu adequada para deixar claro que Lourival era, antes de tudo, um grande amigo. Para todas as horas, em qualquer lugar ou circunstância.

No último dia 29 de novembro, morreu Joelmir Beting. Diferentemente de Muibo Cury  e Lourival Pacheco, com os quais trabalhei, não convivi com o mais genial comentarista econômico de todos os tempos.

Estivemos na Bandeirantes em épocas simultâneas, mas nunca trabalhamos juntos no mesmo horário ou programa. Nem nos encontrávamos na emissora, o que poderia ter nos aproximado, nos bate-papos informais. Porém, como todo mundo, sempre fui fã incondicional de Joelmir.

Excelente comunicador, inteligente, fazia comentários recheados de bom humor. Educado, sarcástico e satírico criticava “à sangue-frio” sem perder a elegância britânica, marca registrada desse filho famoso de Tambaú, SP.

Três profissionais, três estilos, uma só paixão: a Sociedade Esportiva Palmeiras.

O trio de famosos palestrinos já havia vivido a experiência do rebaixamento — em 2002. A morte poupou Muibo e Lourival de nova decepção terrena. Joelmir já estava hospitalizado quando o Palmeiras foi rebaixado no Brasileirão 2012. 

Veja um trechinho da carta emocionada de Mauro Beting ao anunciar, pela rádio Bandeirantes, a morte do pai, em 29 de novembro:

Nunca falei com meu pai a respeito depois que o Palmeiras foi rebaixado. Sei que ele soube. Ou imaginou. Só sei que no primeiro domingo depois da queda para a Segunda pela segunda vez, seu Joelmir teve um derrame antes de ver a primeira partida depois do rebaixamento.”

Se soube ou não, o fato é que, agora, Joelmir Beting deve estar reunido com os amigos  Muibo Cesar Cury e Lourival Pacheco, além de outros companheiros de paixão pelo mesmo clube, que já estão “do lado de lá”. 

Imagino os impropérios do Pachecão, ouvindo as piadas dos adversários sobre o Palmeiras que, segundo as gozações, é um time de segunda. “Mas pô…” — seria a exclamação, ao iniciar a defesa inflamada do eterno “Palestra Itália”.

Muibo, calmo e afetuoso como sempre foi, manteria o sorriso nos lábios. Muito embora os olhos azuis, marejados, denunciassem a tristeza pelo descenso, daria de ombros como a dizer “paciência, vamos em frente!”

Joelmir, dentro estilo consagrado, diria: “explicar a emoção de ser palmeirense a um palmeirense é totalmente desnecessário. E a quem não é palmeirense… é simplesmente impossível!”

Nesta altura, a “massa” já estaria vibrando, a ponto de explodir, capito? Em seguida, os três, em uníssono, puxariam o coro da arquibancada celestial: “o time pode ser de segunda, mas a torcida é de primeira!”

primeira

*** *** ***

Leia, também, os posts relacionados:

MUIBO CURY: NINGUÉM, NUNCA, SERÁ IGUAL A ELE

QUE SEJA ETERNO, ENQUANTO DURE: LOURIVAL PACHECO

A carta de Mauro Beting ao anunciar, na Rádio Bandeirantes, a morte do pai, Joelmir Beting, está aqui.

**A “ideia” do logo entre nuvens, foi “inspirada” em matéria do site globoesporte.com intitulada “Sejam bem-vindos ao céu!” Aqui.

________________________

Imagens: Muibo Cury – link / Lourival Pacheco – link / Joelmir Beting – link / Mauro Beting – link / Céu de nuvens – link / Escudo Palmeiras - link

20 de dezembro de 2012

PADRONIZAÇÃO DO IDIOMA PARECE QUE JÁ ERA, SEM NUNCA TER SIDO

acordo_ortoVirou bagunça. Ou seria bagunssa ou, ainda, bagunsa? Pelo jeito, tanto faz ou fas ou fass… ora, tenham a santa paciência!

O Acordo Ortográfico visando à uniformização da escrita entre os países de língua portuguesa deveria entrar em vigor, no Brasil, em janeiro de 2013. Deveria, mas vai ficar para 2016.

Em Portugal, não iria emplacar nem no ano novo nem nunca. Afinal, os pais do idioma sinalizam que não pretendem mudar nada na escrita do país de Camões.

Veja trechos de notícias de hoje (20/12/2012), no site português Sapo:

“O Governo já confirmou que decidiu não vender a TAP a Gérman Efromovich, tal como o “Económico” noticiou em primeira-mão.”

Reparou no “Económico”? Pois é apenas a ponta do iceberg revelando as diferenças do Português, no Brasil e em Portugal.

Quer mais?

Então, segue um trecho do noticiário esportivo, no mesmo site: “É um “facto”: dentro de campo o Málaga fez história na época passada. (…) a “equipa” terminou o campeonato no quarto lugar e garantiu presença na Liga dos Campeões pela primeira vez.”

Escrevemos na mesma língua, mas não escrevemos a mesma coisa. Pode parecer pouco, mas as diferenças não param por aí.

indenizada

Isto aconteceu na Austrália, mas foi notícia no mundo inteiro. Em Portugal também, claro. Veja: “uma ‘técnica superiora da função pública’ faz uma viagem de trabalho. A certa altura, envolve-se com um homem. Quando estão numa cama de hotel a ter sexo, cai da parede uma lâmpada que fere a mulher na cara”. (deve ter sido algo parecido com a luminária ao lado)

O fato foi considerado acidente de trabalho e a mulher será indenizada, conclui a nota.

Entre os comentários, no site, o descontentamento de um leitor. Ele não concorda com a alegação de que a viagem da funcionária pública graduada (técnica superiora da função pública) tinha caráter profissional.

A menos que a mulher fosse profissional do sexo, diz, com ironia. E arremata: “Agora se aproveitou para uma “queca” (transa), tenham paciência, até porque não se ‘aleijou por caso do acto’ em si.”

É perfeitamente possível entender o “acidente”, mas a escrita torna o caso mais pitoresco para nós.

O dia a dia do lusitano é igual ao nosso embora, às vezes, não pareça. Quando ouvimos um português falando, temos a “sensação” de entender tudo, mas os “vácuos” causados pela pronúncia ou emissão de palavras que desconhecemos acabam dificultando a compreensão. Quando eles nos ouvem, isso também acontece. Quer ver?

 Sob a manchete “UTENTES DESESPERAM COM SUPRESSÃO DE COMBOIOS MAS NÃO SABEM DE QUEM É A CULPA”, a redação do site www.publico.pt nos confunde ainda mais:

“Próxima paragem, Oeiras”, avisam os altifalantes. Mas é difícil imaginar que alguém consiga entrar ou mesmo sair do ‘comboio’. Uma massa compacta de ‘utentes’, imóvel, preenche todo o espaço à frente das portas. Os corredores estão repletos. (…) A supressão de comboios nas ‘horas de ponta’ tem sido uma constante este mês em linhas suburbanas, em particular a que liga Lisboa a Cascais. (…) Seja qual for o motivo, os problemas repetem-se todos os dias: comboios suprimidos, ‘carruagens’ lotadas, atrasos na circulação.”

Trata-se de um problema que vem se agravando nos trens (comboios) que fazem as linhas suburbanas de Lisboa (correspondentes à CPTM—Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, de São Paulo/SP: superlotação e falta de composições nos horários de pico (horas de ponta), têm causado desconforto aos usuários (utentes) obrigados a enfrentar a lotação dos vagões (as carruagens).

Poderíamos imaginar que, em substituição aos trens superlotados, os portugueses pudessem ir ao trabalho ou voltar para casa de ônibus. Muitos até devem fazer isso, mas se déssemos a sugestão ao povo português, não seríamos entendidos.

Provavelmente teriam a “sensação” de que dissemos algo que eles imaginam reconhecer, mas não sabem do que se trata. Ônibus, em Portugal, não existe. Não com esse nome. Lá são chamados de “autocarros” e as “bichas” (filas) deixam claro que o transporte de massa está saturado também nessa modalidade.

Como você nota, ocorre com a escrita portuguesa o mesmo que acontece com a fala, mas ninguém, lá, está preocupado com o som do idioma ou com o jeito de escrever. Por acaso, isso mudaria se o acordo ortográfico passasse a valer também em Portugal? Claro que não!

O que aconteceu, então, para se adiar a vigência do acordo no Brasil? Nada que já não fosse — ou foce ou fosce? — previsível.

O governo brasileiro resolveu “dar um tempo”. Parece que o assunto não foi digerido, ainda. Na dúvida, resolveram deixar a reforma para depois embora livros didáticos, obras literárias e até documentos oficiais já tenham sido modificados — repito, só no Brasil.

A medida do governo brasileiro causa surpresa e especulação. Muito da pressa — ou preça ou presça? — em colocar em prática o acordo, tinha a ver com a Copa do Mundo, em 2014 e a Olimpíada, em 2016.

Será que o fim do mundo é mesmo pra valer e as “autoridades” resolveram cancelar o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa? 

Este mistério só viremos a saber amanhã, 21 de dezembro de 2012, data que os Maias estabeleceram para o mundo acabar.

É preciso por-me a pau. Ora, pois pois.

* 22/12/2012 - Atualização de e para sobreviventes: Como todos sabem, o mundo não acabou, mas o Acordo Ortográfico, tudo indica, “dançou”.

*** *** ***

A decisão de adiar a vigência do Acordo Ortográfico, está aqui.

No site “Sapo”, a resolução do governo luso sobre a TAP—Transportes Aéreos Portugueses. Clique aqui

O trecho da nota esportiva, usada em um dos exemplos, saiu daqui.

A história da funcionária “indemnizada por magoar-se ao ter sexo”, está aqui.

Utentes aflitos e comboios superlotados espremem-se, aqui.

*** *** ***

Observações:

1) As dúvidas ortográficas destacadas em grifo e negrito sem aspas, no post, não passam de brincadeira. Prevalece, sempre, o primeiro apontamento de cada palavra mencionada.

2) “Por-se a pau”, é expressão popular usada em algumas regiões portuguesas e corresponde a “estar atento”.

 

_________________________________

Imagens: Caravela – link / Logo Sapo – link / Quarto de hotel – link / Comboios suprimidos – link / Bicha para autocarro – link / Livraria – link

19 de dezembro de 2012

ACHA QUE EU ME ESQUECERIA DE VOCÊ? BOAS FESTAS!

O ano está terminando. Esta é a última semana de batente, antes do Natal. Depois, boa parte das pessoas emenda uma comemoração na outra e está acabado.

Claro que muitos vão trabalhar normalmente na quarta, na quinta, na sexta, no sábado, no domingo e até na segunda-feira da outra semana, dia 30 de dezembro. Assim como o Natal, a passagem do ano vai ser de segunda para terça. Só não param de trabalhar nesta época, mas em regime de plantão, os profissionais que atuam em serviços essenciais.

Gastei a semana ligando para amigos, na tentativa de cumprimentar a todos. Tem que ser por telefone, pois fazer visitas pessoalmente, nem pensar. São Paulo é a loucura de sempre em tempos normais, imagine nesta época. Mesmo por telefone, não foi possível falar com todo mundo.

Já enviei os e-mails que precisava enviar, usei as redes sociais e, depois de repassar nomes, checar se falei com estas e aquelas pessoas, cheguei à conclusão que, de qualquer maneira, apesar do cuidado, vou acabar deixando alguém de fora da lista. Imagine se entre elas estiver justamente você. Que chato, não?

Para evitar esse tipo de constrangimento preparei a mensagem abaixo, endereçada aos amigos da rede, na expectativa de que as falhas eventuais sejam cobertas e ninguém fique sem um alô especial. A começar de você, certo?

Na medida do possível, farei postagens no período de festas, mas este post de final de ano será mantido entre os três mais recentes para que seja visto por quem ainda não viu.

Então é isso. Grande abraço e até mais.

Boas_festas

_________________________________

Imagem: Na montagem, usei a base original deste link

LAIR RIBEIRO: “NÃO ACRESCENTE IDADE A SUA VIDA. ACRESCENTE VIDA A SUA IDADE”

Recebi do amigo jornalista Eduardo Abud a transcrição resumida de uma entrevista de Lair Ribeiro concedida à Bete Ribeiro no programa “Sabor de Vida”, exibido pela TV Aparecida. de São Paulo. Considerado mestre da neurolinguística, Lair Ribeiro é palestrante de sucesso, reconhecido internacionalmente, e autor de 35 livros no segmento motivacional. Os originais já foram traduzidos para nove idiomas e são vendidos em mais de 40 países.

São credenciais respeitáveis — não resta dúvida — e ficam ainda mais expressivas, quando nos lembramos que Lair Ribeiro é médico cardiologista e, agora, também nutrólogo. Para começo de assunto, há um detalhe que diferencia o nutrólogo do nutricionista. O primeiro é, necessariamente, formado em Medicina.

Pelo que entendi, o nutrólogo conhece a dinâmica dos alimentos; através de exames, identifica as carências ou os excessos de nutrientes no organismo. Por outro lado, o nutricionista, é o profissional adequado para elaborar uma dieta alimentar específica de modo que os alimentos, em quantidades ideais, cumpram sua função na medida exata, nem mais nem menos. Como se vê, os dois profissionais são complementares e igualmente importantes para quem deseja ter uma vida saudável a partir da alimentação.

Depois da transcrição, em texto,  logo abaixo, você encontra o vídeo da entrevista, na íntegra.  Em 30 minutos Lair Ribeiro aborda, seguramente, coisas de que a gente nunca ouviu falar e deixa claro que nem tudo o que falam sobre certos alimentos corresponde à verdade. Até faz um desafio, prometendo rasgar o diploma de Medicina se alguém provar que ele está errado.

Convém esclarecer que a advertência contida na ilustração que encima este post não se refere a nenhuma referência ao leite no decorrer da entrevista, mas considerei interessante o alerta que o médico cardiologista e nutrólogo faz sobre um dos alimentos mais comuns ao ser humano.

Se você tem tempo agora, assista ao vídeo. Se não, leia a transcrição, mas, desde já, assuma o compromisso de ver a entrevista. Lair sabe, como poucos, prender a atenção do telespectador. Não apenas porque domina a arte de falar bem, mas, principalmente, porque sabe o que está falando.

Eu lhe garanto: você nem vai notar que passou meia hora, quando a entrevista acabar. E terá aprendido, por exemplo, um ensinamento interessante de Hipócrates,  considerado o “Pai da Medicina”. Uma lição fundamental para entender que “é melhor acrescentar vida a sua idade, do que idade a sua vida”, como Lair Ribeiro pontua. A diferença é óbvia e vale a pena praticar.

A seguir, a transcrição da fala do entrevistado:

“Assim como uma lâmpada que estava brilhando queima num instante, você deve brilhar até o fim. Quando se perde a autonomia pela vida a vida deixa de ter graça. Então, o segredo é acrescentar vida à sua vida.

A ciência que mais se desenvolve é a nutrição. Ninguém é refém da sua hereditariedade. Pré-disposições podem não se desenvolver. Exemplo: se você ingere repolho, couve-flor, nabo, couve de bruxelas, brócolis, que contém substâncias que previnem o aparecimento do câncer de mama. Tudo depende do ambiente para que o gene se manifeste ou não.

Hipócrates dizia: “Deixe o seu alimento ser o seu remédio e o seu remédio ser o seu alimento”.

CARBOIDRATOS COM PROTEÍNAS FAZEM BEM?

O que é melhor? Consumir pão com mortadela ou somente pão?
O melhor é consumir pão (carboidrato) com mortadela (proteína) porque assim o alimento levará mais tempo para se dissolver e não haverá picos de insulina.

Também é importante ter em mente que devemos tomar café como reis, almoçar como príncipes e jantar como mendigos. Depois das 18 horas o que você come fica com você a vida toda... (Dr. Lair Ribeiro faz uma brincadeira de duplo sentido)

Uma experiência relatou que dois grupos consumiram três mil calorias diárias. O grupo que consumiu mais calorias à noite engordou, enquanto que o grupo que consumiu a maior parte das calorias pela manhã emagreceu. Quando você dorme com a barriga cheia VOCÊ envelhece mais rapidamente. Isso acontece porque a glicose bloqueia o hormônio do crescimento, que é o mesmo hormônio que mantém a juventude. Então, você terá mais facilidade para engordar e seu envelhecimento será mais rápido .

BANHA DE PORCO OU ÓLEO DE CANOLA?

Antigamente as pessoas cozinhavam com banha de porco, que é muito mais saudável do que o óleo vegetal comprado no supermercado. Mil vezes a banha de porco usada por nossa avó do que o óleo de canola. Muitos adoecem devido ao consumo desse óleo. A pessoa que consome esse óleo pensando que ele é bom porque é mais caro, entre dez a quinze anos pode apresentar lesão cardíaca.

apague_a_luz

LUZ OU TOTAL ESCURIDÃO NA HORA DE DORMIR?

Dormir no escuro faz muito bem. O ser humano foi feito para dormir no escuro absoluto. Se a pessoa dorme com alguma luzinha acessa, a melatonina, hormônio da juventude, que evita o câncer e é anti-oxidante e regula seu sono, fica bloqueada. Nenhuma luz deve estar acessa no quarto, nem mesmo a do DVD. Não se deve deixar nenhuma luz acessa, nem para ir ao banheiro. Quando a criança dorme no escuro, o seu sistema imunológico melhora. Dormindo no escuro, a tendência é emagrecer. Quando dormimos com a luz acessa, o cérebro interpreta como se o dia estivesse nascendo, provocando envelhecimento precoce e aumento de peso. Em 1890, nos Estados Unidos, apenas três por cento da população era gorda. Hoje, 66% da população têm excesso de peso. Em 1890 todos dormiam no escuro. Antes os homens obedeciam os sinais da natureza.

 EXERCÍCIOS FÍSICOS

A Organização Mundial da Saúde diz que as pessoas devem dar, no mínimo, dez mil passos por dia. Existe um aparelho que custa 35 reais, o “pedômetro”. Esse aparelho é colocado na cintura quando a pessoa acorda. No final do dia, pode-se ver quantos passos foram dados. Menos de dez mil passos indicam sedentarismo. O organismo precisa gastar energia, estimulando as células e os músculos.

DIABÉTICOS

Para dos diabéticos o melhor tratamento, o primeiro de todos, deve ser a atividade física. O diabético deve comer menos por refeição e fazer até seis refeições por dia para não ter picos de açúcar.

QUANTO VAMOS VIVER?

Para saber quanto uma pessoa vai viver, segundo Lair Ribeiro, deve-se medir sua insulina em jejum verificando se está próximo de 90.

A boa notícia é que não importa a idade em que uma pessoa começa a se tratar. Quem cura o corpo não é o médico mas o próprio corpo. E nunca é tarde. Um médico dos EUA, aos 67 anos de idade, realizou 44 exames para fazer uma experiência com seu próprio corpo. Ele começou a se cuidar, de verdade, aos 67 anos. Aos 80, refez todos os 44 exames que havia feito aos 67 anos. Ele estava mais jovem aos 80 anos.

REFRIGERANTES = VENENO

Refrigerantes equivalem à cerveja. Uma lata de cerveja provoca uma lesão de 92% no corpo. Uma lata de refrigerante provoca 90% de lesão no corpo. Refrigerantes devem ser abolidos da nossa vida para sempre. Os refrigerantes sem calorias são ainda mais perigosos porque têm ainda mais veneno.

MULHERES

As mulheres demoram mais para envelhecer se comparadas aos homens. Uma mulher com 60 anos preserva de 90 a 95% da força física, de quando tinha 20 anos. Já os homens preservam apenas de 60 a 65% da força física que tinham nessa idade.

As mulheres vivem de 8 a 9 anos mais do que os homens. As mulheres enxergam e ouvem mais que os homens. Dez por cento dos homens são daltônicos. Os homens não conseguem fazer várias coisas ao mesmo tempo. As mulheres têm mais conexões com partes do cérebro e maior capacidade de comunicação.

OVO – SEGUNDO MELHOR ALIMENTO

O alimento mais perfeito do mundo é o leite materno. O segundo alimento mais perfeito do mundo é o ovo. Tudo o que a vida precisa está no ovo. Há 13 anos eu como de cinco a seis ovos por dia. Toda a manhã, como três ovos cozidos. Nunca houve uma pesquisa científica que provasse que o ovo aumenta o colesterol ruim. O que aumenta o colesterol ruim é a forma de preparação do ovo. É a fritura. Mandioca frita também faz mal. A luteína (parte amarela do ovo) é excelente para manter a visão. Eu tenho 65 anos e não uso óculos.

AZEITE DE OLIVA

O azeite de oliva é outro excelente aliado para que se tenha uma boa saúde. Ele tem que ter quatro importantes características: PRENSADO A FRIO / EXTRA VIRGEM / VIDRO ESCURO (o vidro claro expõe o azeite à luz, oxidando-o) e NUNCA ser usado EM LATA (a lata libera metal pesado). Você pode tomar de duas a três colheres de azeite por dia para viver mais e melhor.

 VINHO

Outro aliado importante, usado na dieta mediterrânea, é o vinho. O vinho contém RESVERATROL.

O resveratrol é uma substância que estimula os genes da longevidade. Quando ativados, a pessoa vive mais tempo. 

CEBOLA

A secretina, presente na cebola, também estimula esse gene.

CHÁ VERDE

Importantíssimo para se ter uma vida mais longa e a saudável. Quem faz uso do chá verde dificilmente vai ter câncer.

 SOL

Outra dica, o SOL. O sol é um grande aliado da vida saudável. Ele nos dá a vitamina D3 que previne a osteoporose.

Nossos antepassados tomavam sol e tinham mais saúde.

Devemos tomar sol todos os dias, mas não exageradamente, é claro. Quando não havia antibióticos as pessoas se curavam da tuberculose, da sífilis, da psoríase com sol.

Dr.Lair termina a entrevista fazendo uma sugestão positiva, como é da natureza dele:

EVITE O MAL, FAÇA O BEM; VIVA SUA VIDA EXTRAORDINARIAMENTE.”

  *** *** ***

Para ver o vídeo em tela cheia, clique duas vezes sobre o logo do Youtube, no canto direito inferior da imagem. Você será redirecionado ao link que contém a entrevista, na íntegra.

_____________________________

Imagens: Lair Ribeiro, alerta – link / Lâmpada brilhante – link / Alimentos – link / Pão e mortadela – link / Apague a luz – link / Pedômetro – link /  Exercícios – link / Medidor de insulina – link / Mulher levanta peso – link / Homem levanta peso – link / Azeite – link / Vinho – link / Chá verde – link / Sol - link

17 de dezembro de 2012

SUPREMO DECIDE PELA CASSAÇÃO DE DEPUTADOS. MARCO MAIA VAI “CARMÁ”

Os deputados federais João Paulo Cunha (PT-SP), Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) devem ser cassados. Com o voto-desempate do ministro Celso de Mello, essa é a decisão final do Supremo Tribunal Federal em relação aos parlamentares condenados no processo do mensalão.

Celso de Mello deveria ter colocado fim à questão na quarta-feira, dia 12 de dezembro, mas um súbito problema de saúde o levou à internação hospitalar.

Segmentos “não golpistas” da mídia, sugeriram que o ministro “amarelou”, diante da descoberta de que, há 17 anos, a posição de Mello era frontalmente contrária à cassação de mandatos pela Justiça.

Refeito do abalo físico (ou emocional, como querem alguns) o decano do Supremo Tribunal Federal mostrou que não se intimidou com a pressão. 

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, (PT-RS), inclinou-se, inicialmente, pelo não cumprimento da decisão, em clara manifestação de afronta ao STF. Mais tarde, apresentou discurso mais contido.

Todos nós, cidadãos brasileiros, temos uma opinião sobre a cassação dos condenados no julgamento do mensalão. Eu mesmo já disse, aqui, ser favorável à perda do mandato e à devolução imediata dos valores que cada um dos condenados foi acusado de receber.

Serei identificado como integrante da “mídia golpista”, mas, para mim, não tem conversa. Devolução e cana completam a Justiça. A cassação nem se discute, de tão pueril a defesa que se faz do tema.

Ademais, o mandato é do partido. Partidariamente, ninguém perde nada. Tira um, põe outro no lugar e toca a vida. Livres de laranjas podres que podem contaminar o resto das frutas. Diante disso, a ameaça de Marco Maia, não faz o menor sentido.

Achei interessante a declaração de José Sarney, presidente do Senado e do Congresso Nacional: "divergências entre poderes não ajudam", destacando que a decisão final vai ficar para 2013, sem se esquecer de avisar que no ano que vem, Marco Maia não estará mais à frente da Câmara Federal.

A declaração me lembra uma piada, meio forte, meio ingênua, dependendo de como a interpretem. Talvez você conheça, mas vou contar mesmo assim:

“Um viajante chega em uma cidadezinha e procura uma pensão para passar a noite. O atendente diz que a pensão está lotada, mas tem um mineirinho, sozinho, num quarto com cama de casal. Se o viajante não se importasse em dividir a cama com o outro, dava para passar a noite. Cansado, com sono, o viajante aceitou.

No meio da noite, o mineirinho começou a se encostar no camarada. Furioso, o viajante levantou, bateu no peito, deu socos na parede, xingou, ameaçou e, abrindo a mala, mostrou um trezoitão pro mineiro: “não mexe comigo, que eu prego fogo”.

O mineirinho ficou quieto, só olhando. Passada meia hora, o viajante se recompôs e deitou novamente. O mineirinho, manhoso, se virou na cama, deu uma risadinha e perguntou, baixinho, no pé do ouvido do viajante:

— E aí… carmô?”

Pois José Sarney, de certa forma, me lembra o mineirinho da piada. Experiente, Sarney sabe que Marco Maia pode esbravejar à vontade, mas, depois, vai “carmá”.

*** *** ***

Opositores de Celso de Mello, que atuam na mídia “não golpista” pressionaram com a lembrança de um voto dele, há 17 anos. Veja.

A decisão do Supremo Tribunal Federal, com o voto de Celso de Mello, está aqui.

O presidente da Câmara, Marco Maia, primeiro deu a entender que descumpriria a decisão do Supremo. Depois, recuou. Assim que o parlamentar “amaciou”, a “mídia golpista”, pelo jeito, se condoeu e, curiosamente, as informações iniciais de Maia, sobre a prometida desobediência desapareceram. Mas a referência ao recuo está aqui.

Confira a frase do mineir… digo, do maranhense José Sarney, na legenda da foto que você verá, aqui.

_____________________________

Imagens: Supremo Tribunal Federal – link / Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados – link / Ministro Celso de Mello – link /  Senador José Sarney, presidente do Congresso Nacional – link / Mineirinho - link

15 de dezembro de 2012

PARA NAÇÕES PODEROSAS, O BRASIL CONTINUA O FULECO DE SEMPRE

Você conhece, com certeza, algumas expressões populares utilizadas para dizer que alguma coisa é muito longe ou está situada em lugar ignorado, incerto e não sabido. Uma delas é “lá onde Judas perdeu as botas”. “Onde o trem faz a curva” é uma derivação com o mesmo sentido. Cada região do país tem uma expressão similar, consagrada pelo uso da população local.

Caetano Veloso fez uma música cujo título sempre foi utilizado por nós, brasileiros, para designar algo distante, perdido no tempo e no espaço, subvalorizado, menosprezado, tripudiado, onde não há lei nem ordem. A não ser, claro, que a “lei e a ordem” estejam a serviço do poder econômico opressivo, sem pudor ou constrangimento. Um país assim seria o verdadeiro “cu do mundo”.

Antes de imaginar que estou falando bobagem, no final do post, você poderá ouvir a música e o desabafo do baiano, gravados na época da divulgação do CD “Circuladô”, lançado em 1991.

É (ou era) um alerta às nações, notadamente aos Estados Unidos, no sentido de respeitarem nosso país, visto como coisa menor.

Estávamos no início dos anos 1990. As grandes potências pretendiam realizar uma reorganização global.  

Os Estados Unidos, através de George Bush, pai, anunciavam a criação da “nova ordem mundial”.

Países do terceiro mundo eram desprezíveis — o Brasil ainda não havia conquistado o “status” de país em ascensão.

Hoje, quando se fala em players mundiais, a concepção do papel brasileiro mudou, mas não completamente. Ainda existem correntes de pensamento contrárias à evidência de que estamos a caminho de nos tornarmos uma grande potência, digna de respeito e admiração.

Prova de que existem essas correntes é a denominação dada pela Fifa ao mascote da Copa do Mundo de 2014, a ser realizada no Brasil.

Inspirado em animal genuinamente brasileiro, ameaçado de extinção, o tatu-bola foi imoral, escandalosa e jocosamente “batizado” de Fuleco pela entidade máxima do futebol mundial, traduzindo um profundo desrespeito aos valores e tradições de nosso país.

O motivo alegado para tal disparate foi a dificuldade de pronúncia que o nome tatu-bola representa para a população de língua inglesa.

Agora, veja, na imagem abaixo alguns significados de “fuleco” no dicionário informal da língua portuguesa.

Veja e conclua: apesar de todas as mudanças, o Brasil, para as nações poderosas, continua sendo o que sempre foi.

fuleco

   *** *** ***

Confira a “prova”, no próximo link. Você irá para o site “Vagalume”, na página em que a letra e um vídeo musical estão disponíveis. No final da apresentação (um minuto e vinte segundos), Caetano explica o motivo que o levou a compor “O Cu do Mundo”. Clique aqui.

Para conferir o significado de “fuleco”, no próprio endereço do Dicionário Informal, clique aqui.

_________________________________

Imagens: Caetano Veloso – link /  Países do Bric, sigla que identifica Brasil, Rússia, Índia e China como países em desenvolvimento – link / George Bush, pai – link / Fuleco - link

LULA E A ESTRATÉGIA DOS BOATOS: CAUTELA E CALDO DE GALINHA NÃO FAZEM MAL NINGUÉM

montagem_fazenda_fortaleza Mais uma vez trato dos e-mails que vivemos recebendo e das mensagens postadas nas redes sociais com notícias que merecem especial atenção, antes de serem repassadas como verdadeiras.

Inicialmente, saiba que penso como você e também considero que qualquer homem público que cometa irregularidades no exercício de sua função deve ser punido exemplarmente. Sou dos que pensam não somente em pena de prisão, mas, também, na total devolução ao erário dos fundos desviados para fins particulares ou partidários. Para falar em bom Português, o negócio é “cana para os vagabundos e todo o dinheiro de volta”, sem meias medidas.

Porém, o que é certo é certo e a gente não pode deixar passar a oportunidade de esclarecer o que é necessário. Neste sábado, vi em minha timeline do Facebook uma informação, antiga, que volta a circular na Internet, com ares de novidade. Em respeito ao leitor que me prestigia, decidi reproduzir, aqui, o alerta que fiz no próprio Facebook ao compartilhar a notícia, com a devida advertência. Veja, abaixo:

“A Internet deve ser vista e usada com muita cautela. Sobretudo, com apurado critério. Qualquer assunto lançado na rede pode ganhar dimensões imensuráveis, do dia para a noite. O fato que compartilho com você, não é novo. Como exemplo, basta lembrarmos que já em 2008, na edição 44 da revista "Dinheiro Rural", o tema estava em pauta. Como o universo de internautas aumenta a uma velocidade vertiginosa, os comentários se renovam e ganham aspectos de realidade. É preciso não se deixar enganar pelos sentimentos. Diante de tantas evidências de que o ex-presidente Lula e o PT têm culpa em cartório, somos levados a crer em qualquer nova denúncia que possa aumentar a suspeita popular de uso do erário para fins particulares. Cabe ao Ministério Público, primeiro, e à Justiça brasileira a função de esclarecer os boatos que circulam, não mais de boca em boca, mas, agora, impulsionados pelos caminhos virtuais da rede mundial de computadores. Resta, contudo, o adágio popular, sedimentado pela experiência, de que "em todo boato há um fundo de verdade". Isto já é motivo suficiente para justificar qualquer investigação, não é mesmo?”

Como você verá, no link abaixo, a reportagem da revista “Dinheiro Rural” já esclarecia, há cinco anos, o engano. Veja, agora, a foto que ilustra a “fazenda Fortaleza”, cujo proprietário seria FÁBIO LUIZ LULA DA SILVA, um dos filhos do ex-presidente Lula.

Na verdade, trata-se da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz, uma das mais tradicionais e categorizadas do gênero, localizada no município paulista de Piracicaba, cerca de 160 km da capital. Alguém pegou um instantâneo de vista aérea da escola e fez a montagem, atribuindo a imagem à sede da fazenda Fortaleza. Não resta dúvida que a intenção de uma mensagem assim é, não apenas atacar a reputação do ex-presidente Lula (que não apoio nem defendo) mas fazer de bobos todos nós. Por isso, faço este esclarecimento.

Na tomada aérea, o prédio da Luiz de Queiróz. Reconhece a “sede” da fazenda Fortaleza?

Nesta outra imagem, abaixo, ao nível do terreno, a fachada do imóvel é focalizada a partir da esquerda para a direita

E, finalmente, a vista frontal, em alta resolução, mostrando toda a fachada do Escola Luiz de Queiróz.

Portanto, continue, como eu, a cobrar punição para quem faz o que não deve no exercício do mandato, mas o façamos na certeza de que não embarcamos em “canoa furada”. Principalmente numa época como esta, em que interessa, para alguns, atacar a credibilidade da mídia, certo?

Tenho uma teoria a respeito da origem dessas “informações”: para mim, elas são intencionalmente plantadas pela parte que mais pode perder com a divulgação de notícias verdadeiras. Abalando a confiança da opinião pública e da população em geral, esse grupo espera que a credibilidade futura das fontes seja questionada.

Simples como a fábula do menino mentiroso que gostava de pregar peças e fingia se afogar no rio, a fim de se divertir. Quando alguém se lançava nas águas para resgatar a “vítima”, era recebido às gargalhadas, pois tudo não passava de uma grande mentira. Até o dia em que o menino teve uma câimbra dentro da água, gritou por socorro, não teve ninguém para salvá-lo, se afogou e morreu. Afinal, o povo já estava acostumado com as mentiras rotineiras. Fim da história.

*** *** ***

O boato retorna à rede, cinco anos depois de ter circulado pela primeira vez. Clique link.

Se você ainda não me segue no Facebook, aproveite para curtir a página e passar a receber minhas atualizações. Clique aqui.

Para saber mais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, clique aqui.

________________________________

Imagens: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, SP = Foto 1 link  – Foto 2 link e foto 3  link  (o link 3 está temporariamente desativado, por razões desconhecidas. Em substituição a ele, o post está utilizando outra imagem, disponível aqui / Foto de Lula e o filho, utilizada na montagem, foi capa de Veja – link 1 e link 2