CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

28 de março de 2013

“VEM AÍ” PICO DE AUDIÊNCIA DEPOIS DA NOVELA

vem_ai

Como vem sendo amplamente anunciado, a rede Globo de televisão vai revelar a programação 2013 da emissora, nesta quinta, 28 de março de 2013.

Além das chamadas gravadas, apresentadores de programas como Ana Maria Braga e Fátima Bernardes, por exemplo, fizeram testemunhais, ao vivo, nos últimos dias, ressaltando o fato. Até narradores esportivos reforçaram as chamadas da nova programação global.

Deixando claro que não brinca em serviço, a Globo realizou um evento, ontem, no Credicard Hall, em São Paulo, para anunciar as novidades. Estiveram presentes os pesos-pesados da emissora carioca, em viva manifestação de entusiasmo pelo lançamento da nova programação.

A sequência de fotos, abaixo, mostra alguns dos artistas da casa; aqui não caberiam todos, claro.

quarteto_global  fatima_william 

a_fagundes fernandas

fernanda_vasconcellos giani_ximenez_zeca

Parte da festa, será  mostrada no programa criado especialmente para divulgar a grade 2013 da emissora líder de audiência. Intitulado “Vem aí”, será exibido hoje, após a novela Salve Jorge, da emissora.

Há muita curiosidade sobre o que “Vem aí”. Embora a própria emissora esteja divulgando algumas coisas, sabe-se que há mais para ser dito e mostrado.

O público tem grande expectativa em relação aos novos programas e artistas contratados para reforçar o já grandioso elenco da Vênus Platinada.

No entanto, o que deve contribuir decisivamente para que ocorra um espetacular pico de audiência na noite de hoje, após a novela Salve Jorge, é a concorrência.

Em todo o Brasil, dirigentes de centenas de afiliadas das outras redes estarão em frente à TV,  de olho na Globo, para saber o que “Vem aí”.

Plim, plim.

*** *** ***

As novidades anunciadas pela Globo estão aqui

______________________

Imagens: Vem aí – link ~ As demais fotos deste post estão disponíveis neste link

O TELEFONE DA POLÍCIA MILITAR, 190, NÃO FUNCIONA A CONTENTO

copom_190

Espero que você não precise acessar o serviço, mas é possível que, em alguma ocasião, seja necessário. Se você tiver sorte, uma pessoa vai atender seu telefonema após dois ou três toques.

Caso contrário, uma voz feminina, gravada, informará que sua ligação para a PM foi concluída com sucesso, vai expor o menu de atendimento de outros serviços de emergência e fará algumas recomendações. Enquanto isso, o tempo vai passando. Se sua emergência é URGENTE, mantenha a calma.

Depois da série de orientações ditadas pela gravação, o telefone fica completamente mudo. Você não sabe se a ligação caiu ou se foi uma pane momentânea do sistema de atendimento. Não se ouve nenhuma mensagem. O silêncio é absoluto.

Trinta segundos de espera… nada. Trinta e cinco… nada. Quarenta segundos… o telefone continua mudo. Na certeza de que houve algum problema, você desliga e liga novamente. Começa tudo outra vez. A gravação, as recomendações e o silêncio.

Quem ligou a primeira vez, compreende que o silêncio, apesar de gerar dúvida e nervosismo, é natural do processo. Imagino que a PM prefere o silêncio às mensagens tradicionais tipo “não desligue, logo iremos lhe atender”, etc.. O efeito do silêncio é o mesmo que o das mensagens idiotas. E o tempo continua passando. Sem remédio, o negócio é esperar que alguém atenda.

Eu vivi a experiência. Na primeira ligação, para solicitar o serviço, tive sorte. Fui atendido, após três toques, por uma pessoa em vez da gravação. O policial perguntou meu nome e o motivo da chamada. Falei. Ele me ouviu com calma. Perguntou o endereço e me avisou que o pedido seria atendido. Agradeci e desliguei.

Mais de vinte minutos depois, a situação de emergência se resolveu com alguns conflitos, mas sem desdobramentos graves que eu queria, justamente, evitar.

Então, tentei ligar novamente para o 190. Queria cancelar o pedido de apoio, feito vinte minutos antes.

Aconteceu tudo o que descrevi, lá em cima. Após cerca de 40 segundos de espera em silêncio, desliguei e tentei uma segunda ligação. Quem sabe eu tivesse a sorte de ser atendido diretamente por alguém, como aconteceu quando liguei pela primeira vez, pensei.  Que nada. Ouvi o menu inteiro e todo o bla, bla, bla que também já lhe contei no início.

Imaginando que o serviço estivesse sobrecarregado, decidi esperar pelo tempo que fosse preciso —apesar do silêncio exasperante. Pouco mais de um minuto depois, uma policial me atendeu.

Expliquei a ela que eu queria cancelar o pedido anterior, mas fiz questão de registrar meu descontentamento. Afinal, não apareceu ninguém para atender à ocorrência. Nem um policial a pé, de moto ou uma viatura, nada.

A atendente me ouviu, concordou com o que eu disse, garantiu que anotaria minha insatisfação e pronto, desligamos.

Este post é para deixar claro que as coisas não funcionam como deveriam funcionar. Minha emergência acabou não se revelando traumática, mas poderia ter sido. E daí?

Serviços emergenciais não podem ser burocratizados e ter o acesso dificultado por sistemas automatizados que, na maioria das vezes, apenas atrasam ou sonegam as providências requeridas. Inclusive o cumprimento do dever. A menos que seja essa a intenção.

Será? Não posso acreditar.

*** *** ***

Imagens: Copom – link / 190 PM – link /

PALMEIRAS E O CHOCOLATE. NEM O COELHINHO DA PÁSCOA RESOLVE

Chocolate verde!

Em tempos de Páscoa, poderia parecer alguma ação de marketing especial para a data, mas é uma evidente demonstração da fase lamentável do Palmeiras.

A situação do time é tão apagada que o único destaque alviverde, ultimamente, aconteceu em prova do Enem—Exame Nacional do Ensino Médio.

Em redação sobre a Imigração no Brasil, um aluno enxertou trechos do hino palestrino no texto e tirou nota para ser aprovado.

Isso demonstra que, além do Palmeiras, o ensino vai muito mal. Para os examinadores do Enem, se o aluno é capaz de escrever —ainda que seja uma grande bobagem— já está de bom tamanho.

Para o torcedor palmeirense, porém, a derrota desta quarta-feira, 27 de março, diante do Mirassol por 6 a 2, pelo campeonato paulista, foi a gota d’água.

Gilson Kleina, mantido no cargo pela nova diretoria do clube, diz que vai continuar. Ninguém acredita, mas a culpa é do treinador? Claro que não.

Pode-se admitir que Kleina é um tanto “verde” para comandar uma grande equipe do futebol paulista, porém os problemas do Palmeiras não se resumem ao esquema tático.

Cá entre nós, embora a Páscoa seja daqui três dias, não acho que o coelhinho vai trazer a solução escondida num ovo de chocolate.

Chocolate? Chiii… foi mal, hein? 

*** *** ***

A goleada está em muitos outros lugares, na rede. Este link, do jornal O Estado de São Paulo, mostra os gols. Aqui

_____________________

Imagens: Chocolate verde – link /Gilson Kleina - link

26 de março de 2013

DIONNE WARWICK: O SONHO DE MILHÕES NÃO RESISTE À REALIDADE

dionne_hoje

Quem de nós não se lembra de uma música em especial ou várias que tenham marcado momentos inesquecíveis de nossa vida?

Se formos puxar pela memória, certamente haverá um tema para cada situação. De baladas românticas a um pagode; de um rap a um rock and roll, enfim, a trilha sonora de nossas lembranças tem músicas especiais. 

Não sou vidente, mas posso garantir que a maioria das pessoas com mais de 40 anos têm pelo menos uma música na voz de Dionne Warwick entre aquelas que fazem parte de um passado musical nem tão distante assim.

Eu poderia ter mencionado o nome de quaisquer intérpretes importantes para a geração acima dos quarenta e, com certeza, o resultado seria o mesmo. Mas, então, por que eu citei especificamente o nome de Dionne Warwick?

dionne_warwick

É que  ela acaba de pedir falência a um tribunal de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Aos 72 anos de idade, Dionne Warwick, cujos inúmeros sucessos embalaram fases memoráveis da vida de milhões de pessoas no mundo inteiro, está literalmente “quebrada”.

Milhões de discos vendidos, cinco prêmios Grammy conquistados ao longo da carreira e shows por todo o mundo não foram suficientes para garantir à intérprete maravilhosa uma velhice sem privações.

Os detalhes, você encontra aqui.

*** *** ***

Para recordar sucessos de Dionne Warwick, clique aqui

_______________

Imagens: Dionne Warwick, atual – link / Capa de CD Grandes Sucessos – no site www.vagalume.com.br

O EXEMPLO DAS AÇÕES, DOS GESTOS E DAS PALAVRAS NO APURO PROFISSIONAL

crescimento

O aprendizado profissional é um exercício que dura toda a vida. No dia a dia, através da observação e da prática, é possível desenvolver o bom senso, assimilar conceitos, atualizar conhecimentos, combater o comodismo, eliminar vícios, aprimorar a técnica e aperfeiçoar o estilo.

Claro que não é só isso, mas, dentre os cuidados essenciais com a carreira, este punhado de recomendações ajuda a manter acesa a chama da paixão pelo ofício e nos permite realizar um trabalho honesto e eficiente.

O pior que pode acontecer para um profissional, em qualquer campo, é o excesso de confiança. A sensação de “saber tudo”, geralmente induz ao erro.  

caminho

No jornalismo e na comunicação em geral não é diferente. Sendo assim, quem nos dirá que estamos no caminho certo?

O público, sem dúvida. Seja o leitor, o ouvinte ou o telespectador, através da aceitação de nosso trabalho. Aceitação que resulta em credibilidade, o maior patrimônio de quem atua na área da informação.

Por isso, o profissional do setor não pode abrir mão de acompanhar, inclusive, o trabalho de colegas da mesma área de especialização.

A comparação isenta, responsável, despojada de vaidade é um instrumento notável de aferição de nossa própria capacidade.

Não ter vergonha de admitir que outros podem saber mais que a gente é o primeiro passo para melhorar.

Em tempos de Internet, quem não se cuida está escancarando para o mundo a própria incompetência.

Não dá mais para continuarmos a ver  a opinião de “especialistas” que, sentindo-se com “o rei na barriga”, formulam comentários toscos, idiotas, inconsistentes, inconsequentes e muito mal escritos, achando que são o máximo.

É preciso evoluir. Caso contrário, não apenas o público vai notar. O empregador também.

*** *** ***

Imagens: Crescimento – link / Caminho a seguir – link / Primeiras escritas - link

25 de março de 2013

LATINO VIRA SÓCIO DA JOVEM PAN RIO. “VAI TER BUNDALELÊ” NO RÁDIO FLUMINENSE

*Atualização: adendo relativo a Robson Moura, cantor de tema da novela Avenida Brasil, da Globo.

latino_jovem_pan_rio

Latino, o cantor que não perde uma boa oportunidade para fazer sucesso nas paradas musicais, une o útil ao agradável. Ou seria o contrário? Neste caso, tanto faz. Vejo no site Bastidores do Rádio que Latino virou sócio da rádio Jovem Pan Rio.

Sempre ligado nas tendências musicais do mundo inteiro, Latino frequenta com assiduidade as paradas de sucesso de todo o Brasil.

Dentre os hits de maior popularidade, estão “Festa no Apê”, disparado, e a “Dança Kuduro” que, inclusive, fez parte da trilha sonora de “Avenida Brasil”, novela da rede Globo. Quem não se lembra do refrão pegajoso “Iôi, iôi, ioi…” ?

*Na verdade, como me avisa Marcos Vinícius Gomes, leitor, amigo e eterno colaborador atento deste blog, a versão da novela foi gravada pelo cantor Robson Moura, mas Latino usufruiu da fama. Na voz dele ou na de Robson, a música “estourou”, como se diz. Abaixo, os dois sucessos de Latino. Para assisti-los em tela cheia, clique no logo do Youtube e escolha a opção. E no final do post, link leva a **Robson Moura.

 

Recentemente, o cantor provocou insatisfação entre os sul-coreanos ao fazer uma adaptação do sucesso que sacudiu a Internet com Psy e o “Gangnam Style” (único vídeo clipe que ultrapassou a marca de um bilhão de visualizações).

Na voz de Latino, a versão virou “Despedida de Solteiro”. O brasileiro evitou confronto com fãs de Psy, mas não deixou barato e aproveitou a onda. Irreverente, Latino faz o tipo “garotão Zona Sul carioca” e não está nem aí para as críticas.

Só se fosse bobo Latino se incomodaria, mas de bobo não tem nada. Mostrando que é esse espírito livre e brincalhão do artista que conquista o público, as músicas que ele grava fazem sucesso imediato. Sempre aproveitando a onda, claro, mas este é um mérito dele, que ousa sair na frente. 

Latino empresário, sócio em emissora de rádio, é uma incógnita. Ele se apressa em dizer “que não haverá interferência no artístico” da Jovem Pan Rio. Mas quem se importa com isso? O que se sabe, de antemão, é que “vai ter bundalelê” no rádio fluminense. Isso, vai.

E se o “pedigree” do moço for levado em conta, será sucesso!

Fonte: Bastidores do Rádio

*** *** ***

Veja mais, aqui

Como curiosidade, Luciano Huck já foi sócio da Jovem Pan Rio entre 2000 e 2007. Aqui. (Estando no link, deslize a página para baixo, até visualizar o texto)

No Rio, sintonize a Jovem Pan nos 102,9 em FM.

Na Internet, em qualquer parte do mundo, acesse o link  ou a página do Facebook, aqui

**Neste link, Robson Moura, cantor do tema da novela da Globo, tenta desfazer a confusão que o público faz, pensando que Latino é o dono da voz ouvida na TV. Aqui

___________

Imagens e vídeos: Latino assina contrato – link / Vídeos disponíveis no Youtube /  Logo Pan Rio - link

TELEVISÃO COLORIDA: DE UM QUARTO, NO MÉXICO, PARA OS LARES DO MUNDO

inventor_TV_colorida

Para começar a semana, após dar meu giro matinal pela rede, decidi indicar um link ao leitor.

Como profissional de rádio e tevê, é natural que me sinta atraído por assuntos relacionados ao meio. Dessa forma, um artigo veiculado no site “Caros Ouvintes”, que acompanho, logo me chamou a atenção. 

Publicado originalmente por Fernando Morgado, colaborador credenciado de “Caros Ouvintes”, o artigo revela a história interessante de Guillermo González Camarena (foto acima), inventor da televisão em cores.

Jovem ainda, Fernando Morgado (ao lado), segundo dados do próprio perfil exposto no site, “é pós-graduado em Gestão Empresarial e Marketing e graduado em Design com Habilitação em Comunicação Visual e Ênfase em Marketing pela ESPM-Rio. Pesquisador de mídia e comunicação, membro da equipe de Inteligência de Mercado do Sistema Globo de Rádio e professor convidado da ESPM-Rio.” (no site, você pode ler mais sobre ele)

Ao ler o texto reproduzido em “Caros Ouvintes” logo pensei em replicá-lo neste blog e ilustrá-lo com imagens relativas ao tema, como costumo fazer. Porém, ao concluir a leitura, vi a nota de rodapé remetendo ao site do autor e, naturalmente, cliquei sobre o link.

Justificando os créditos, Morgado fez um bonito trabalho de pesquisa, ilustrado com imagens originais e dois trechos de vídeo, em espanhol, que dispensam quaisquer acréscimos.

Sendo assim, recomendo prazerosamente que você acesse o site de Fernando Morgado para se deliciar com uma história verídica, cujo tempero principal é a paixão pelo que se faz.

Como, aliás, deve ser tudo o que fazemos na vida.

*** *** ***

Acesse o site de Fernando Morgado, diretamente no artigo sobre o inventor da televisão em cores, clicando aqui

O site “Caros Ouvintes”, fica aqui

_______________

Imagens: Guillermo González Camarena – obtida no site a que remete o link, acima – Fernando Morgado - link

22 de março de 2013

“SABOREANDO A VIDA” EDEMAR ANNUSECK PEDE RESPEITO AO RÁDIO

e_annuseck

O amigo Edemar Annuseck, excelente narrador esportivo, continua “saboreando a vida” entre São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Longe do microfone, não por opção própria, está na expectativa de um acerto que o reconduza ao rádio e, quem sabe, à televisão. Fico na torcida para que o retorno aconteça em breve. O esporte merece, o torcedor merece.

Edemar Annuseck é mais um dos amigos que não conheço pessoalmente (tenho alguns), mas nem preciso conhecer para gostar. É do tipo correto, competente, sério. Seriedade, diga-se, que não se confunde com mau humor, como muitos dizem de pessoas cuja descrição se assemelham ao perfil de Annuseck.

Conheço essa história. Dizem isso de mim também. Até quem jamais conviveu profissionalmente comigo afirma que sou “uma pessoa difícil”. E a coisa vai virando “voz do povo”, sabe como é? 

radio_esportivo

Voltando ao ponto, pois não vim aqui para falar em causa própria, o fato é que Edemar Annuseck mantém um blog no qual continua tratando do que mais gosta, o mundo esportivo.

Como é inevitável, o rádio e a televisão acabam se tornando assuntos dele também. Afinal, as duas mídias fazem a cobertura de eventos esportivos. 

Exatamente por isso, destaco o comentário que Edemar Annuseck faz no blog dele, hoje, 22 de março.

Eu li o texto. Edemar está certo. Alguém precisa analisar a atual situação do rádio esportivo, cuja participação está se tornando ridícula na cobertura, principalmente, do futebol.

Não vou antecipar o enfoque de Edemar, mas indico o link através do qual você vai direto ao blog do amigo, para ler o comentário destacado. Clique aqui.

_____________________

Imagem: Edemar Annuseck, imagem obtida no blog do narrador / Radio esportivo, montagem – link original

21 de março de 2013

A MAGIA DO DISCO ATRAVÉS DO TEMPO. TALENTO E TRABALHO NA PONTA DA AGULHA

Hoje, vou mostrar para você um vídeo-documentário raro e interessante. À tarde, navegando pelo Facebook, vi um compartilhamento do amigo Mauricio de Cunto sobre o processo de fabricação de discos, em 1942.

Ao ver o material, não tive dúvida em publicar o post e indicar o vídeo a você. Mauricio de Cunto o encontrou na página do Rádio Collector's MPB. Com inteira justiça, faço os créditos necessários, embora o vídeo esteja disponível no Youtube. Entretanto, eu nunca o tinha visto.

São Imagens em preto e branco, produzidas há mais de 70 anos. Você verá a tecnologia daquela época na elaboração de matrizes para a prensagem de discos. Trata-se de um documentário sobre a fábrica da “Radio Corporation of America”, conhecida mundialmente como RCA Victor.

matriz_rca

Em cerca de 19 minutos, (portanto, reserve o tempo para isso) você vai ver o processo industrial, quase artesanal,  revelando todas as etapas da produção fonográfica de então.

Traduzido e legendado por José Maria Manzo, o vídeo é um documento importante e curioso. Os amantes da música e historiadores terão prazer em assisti-lo.

Note que o processo é posterior aos primeiros discos, que rodavam em gramofones. Eram os chamados “bolachões”, em acetato, pesados e quebradiços.

gramofone

Aos gramofones coube o mérito de serem  pioneiros na utilização de uma matriz plana onde seria gravado o som que daria origem ao disco industrializado.

O vídeo, a seguir, traduz a “última palavra” em termos industriais para a produção de discos em 78 rotações por minuto. Havia apenas uma faixa em cada lado. Pouca coisa mudaria, tempos depois, quando teve início a produção de compactos e LPs em vinil.

No Brasil, o vinil deixou de ser produzido a partir de 1997, quando foi substituído pelo CD.

Apenas uma fábrica, a Polysom, em Belford Roxo, Rio de Janeiro, ainda prensa LPs em vinil. Comprada pela Deckdisc, tem capacidade para produzir 40 mil discos por mês.

Agora, assista ao vídeo. É simplesmente espantoso. Não há como deixar de reconhecer o valor do pioneirismo dos trabalhadores da indústria fonográfica.

Desde a gravação em estúdio, que exigia a performance dos artistas “ao vivo”, passando pelo engenheiro de som que mixava os instrumentos em tempo real, até chegar ao produto final, tudo era “feito à mão”, mas no ritmo do coração.

Tinha que ser, em se tratando de música.

*** *** ***

Este link remete à reportagem de 2011, sobre a única fábrica de discos de vinil da América Latina ainda em atividade. Aqui 

Como curiosidade, o site da fábrica está aqui

Agora, assista ao vídeo. Para ver em tela inteira, clique no logo do Youtube e escolha a opção.

__________________

Imagens: RCA – link / Matriz, processada à mão – fotograma extraído do vídeo / Polysom – link /  Gramofone - link

20 de março de 2013

ANA PAULA PADRÃO ESTÁ FORA DA RECORD. ALGUMA SURPRESA?

*Atualização: 20 de março de 2013 — 21h23 ana_p_padrao

Primeiro, a notícia: Ana Paula Padrão, um dos maiores nomes do jornalismo televisivo da atualidade, sai da Record. Mais tarde, poderemos ver o que motivou a saída.

A informação, distribuída à imprensa na tarde de hoje, não chega a surpreender. Tida como capaz de elevar o Ibope do Jornal da Record, a expectativa nunca se cumpriu. Falha de Ana Paula Padrão?

Costumo dizer, e repito, esse negócio de apostar no carisma pessoal, beleza ou fama que alguém possa ter é muito pouco para decidir uma contratação de sucesso. A rede  Record já está calejada quanto a isso, pois usou a estratégia para “tirar” da Globo alguns nomes que, no fim das contas, não emplacaram na telinha de Edir Macedo.

Principalmente no setor de dramaturgia, o que se viu, geralmente, foi uma contratação espalhafatosa e uma saída de cena quase melancólica, tempos depois.

No caso de Ana Paula, além dos atributos já mencionados acima, trata-se de profissional de reconhecida competência. No somatório dos fatores, esperava-se que o resultado fosse um só: sucesso! O que deu errado?

Comenta-se, à boca pequena, que a situação financeira da emissora recomenda cautela. Este é um ponto que devemos considerar, sim, mas que exige prudência e conhecimento da real situação da empresa.

À primeira vista, tudo parece estar “nos conformes”. Então, nada de precipitação. O mercado, por enquanto, só ressoa comentários velados, insuficientes para a formação de um juízo de valor mais profundo. É preciso dar tempo ao tempo.

Por ora, nada muda para a Record. A substituta mais provável, como se pode imaginar, deve ser Adriana… (complete, por favor)

Você completaria, “Araújo”, não? Pois é, pode não ser essa Adriana.

Para mim, não seria surpresa se Adriana Reid ocupasse a bancada do principal informativo da emissora.

Adriana vem sendo experimentada em produtos regionais da casa e faz algum tempo está no Fala Brasil, matutino em rede nacional.

Essa Adriana, se requisitada, poderá dar conta do recado.

*No fim do dia, o site da Record anunciou, oficialmente, o retorno de Adriana Araújo na apresentação do telejornal. 

Queimei a língua, mas, somente por enquanto. As Adrianas estão com tudo e não estão prosa.

Furou meu prognóstico sobre a apresentadora substituta, mas continua valendo a hipótese final que formulei no post original.

Quem sabe, Ana Paula Padrão poderá, finalmente, realizar o sonho de ser mãe? Afinal, não foi esse o motivo que a levou a sair da rede Globo, quando Silvio Santos a contratou para o SBT?

Na Record, pelo visto, ela também não teve tempo para tais devaneios. Ou, se os teve, ficaram apenas nisso. Quem sabe agora.

*** *** ***

Anunciada a saída de Ana Paula Padrão, da Record, em comum acordo com a emissora. A jornalista parte para novos projetos. Aqui

O retorno de Adriana Araújo foi anunciado no site da emissora. Aqui

_________________

Imagens: Ana Paula Padrão – link / Adriana Reid – link / Adriana Araújo – reprodução do site da Record

EXAGERO DE TORCEDOR E INOCÊNCIA DE GESTOR PODEM PARAR ITAQUERÃO

Se, com a bola rolando no gramado, o Corinthians atravessa boa fase, a ponto de Pelé recomendar que o time seja a base da seleção para 2014, administrativamente o “Timão” está à deriva. Perdido num oceano de incertezas quanto às obras do “Itaquerão”, o clube se manifesta através de seu ex-presidente, Andrés Sanchez.

Para ser curto e grosso, o estádio corre o risco de não ser concluído e a Fifa terá que se virar para acomodar os jogos da Copa do Mundo, de 2014, previstos para o estádio. O motivo é simples: falta dinheiro.

a_sanchez_fifa

Na tentativa de destravar a burocracia do BNDES, encarregada de financiar parte dos custos da obra, Sanchez “aterroriza” e bota a boca no mundo. Isto porque, além do financiamento não ter saído até agora, a prefeitura da capital paulista também não liberou a linha de incentivos fiscais prometidos.

Ou seja, todo mundo posou para a foto, mas, agora, ninguém quer se responsabilizar pelo que foi anunciado. Particularmente, considerei sacanagem grossa o que foi feito com o São Paulo Futebol Clube, que teve o Morumbi alijado da Copa de maneira confusa e pouco clara. Entretanto esse é um problema que compete à direção do tricolor resolver e se resolveu ou não eu não quero nem saber.

O que interessa, a esta altura dos acontecimentos, é que o barco está fazendo água e o atual comandante, delegado de polícia Mário Gobbi Filho, pode ser rápido no gatilho, mas, nesse tipo de canoa furada, não sabe o que fazer.

Para evitar o naufrágio, a saída encontrada por Andrés Sanchez que, agora, não conta mais com as “costas largas” do torcedor da repúblic… digo, do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, foi partir para ameaças.

O episódio empobrece muito mais o já combalido futebol brasileiro. Em nível de seleção, faz tempo que o escrete canarinho não é temido nem respeitado. E se formos olhar a competência dos administradores esportivos do país, o quadro é ainda pior.

Não dá para fazer Andrés Sanchez caminhar pela prancha, como era costume dos piratas dos sete mares, para pagar pela “culpa” de acreditar no ex-presidente “mais amado da história deste país”.

Dona Fifa está de cabelos em pé, imaginando que se, de fato, as obras do Itaquerão forem paralisadas a Copa do Mundo de 2014 será marcada por um vexame monumental.

Pensando bem, Andrés Sanchez está certo: truco!

*** *** ***

A seguir, as ameaças do ex-presidente corintiano. Para muitos, é encenação, como num conhecido jogo de cartas. Aqui

Se você não viu a “recomendação” de Pelé, veja aqui

Relembre: Morumbi fora do cenário da Copa. Aqui

_____________________

Imagens: Obras do Itaquerão – link / Andrés Sanchez – link / Lula visita Itaquerão - link

MORRE EMÍLIO SANTIAGO, O INTÉRPRETE CAPAZ DE INOVAR A CADA DIA

emilio_santiago

Emílio Santiago morre, aos 66 anos. A morte ocorreu nesta quarta-feira, 20 de março, às 6h30, no Hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Vítima de um Acidente Vascular Cerebral, em 7 de março, o cantor teve complicações de saúde durante o período de internação e acabou não resistindo.

Formado em Direito, nunca exerceu a advocacia. A música foi a grande paixão do cantor que, logo, se revelou excelente intérprete de composições famosas que, na voz dele, ganharam colorido especial, senão definitivo.

Ainda me lembro quando vi e ouvi, pela primeira vez, o cantor. Foi nos anos iniciais da década de 1970, durante um programa Silvio Santos, na tevê Globo. Santiago ganhou a final de um concurso de calouros promovido pelo apresentador. A música era "Primavera”, de Tim Maia. Já naquela época, o cantor mostrava o raro talento para acrescentar algo mais à música dos outros.

A carreira de Emílio Santiago ganhou dimensão especial quando, a partir de 1988, lançou a série “Aquarela Brasileira”, encerrada com o sétimo volume, em 1995, em que mostrou a incrível capacidade de inovar, com extremo talento, o que já estava consagrado.  

Ao longo da carreira, Emílio Santiago lançou obras musicais que passaram por vários gêneros. Ao todo, foram 30 álbuns e 4 DVDs. O último trabalho, primeiro e único pelo selo próprio, Santiago Music, foi “Só Danço Samba”, de 2012.

Se a MPB perde um grande intérprete, ganha um exemplo definitivo: Emílio Santiago deixa claro que as notas musicais podem ganhar nuanças de extrema sutileza, capazes de tornar o belo ainda mais bonito.

*** *** ***

Informações do site G1, com vídeo do jornal Bom Dia Brasil. Aqui.

Neste link, você encontra músicas interpretadas por Emílio Santiago e as letras. Aqui.

_______________________________

Imagens: Emílio Santiago, 6 de de dezembro de 1946 a 20 de março de 2013 – link /  Emílio Santiago, de chapéu, extraída do site musical Vagalume, a que o link acima remete

19 de março de 2013

NEYMAR É O QUINTO JOGADOR DE FUTEBOL MAIS BEM PAGO DO MUNDO

neymar_esp_espetacular

Neymar nega, mas as evidências reforçam a imagem de “cai-cai” que muitos têm dele. Entrevistado em 17 de março por Ivan Moré,  para o “Esporte Espetacular”, da Rede Globo, Neymar deu uma explicação razoável. Ele acha preferível levar uma pancada no ar ou saltar para evitar uma falta mais forte que poderia obrigá-lo a se afastar do futebol durante meses por causa de uma lesão.  

É possível se esperar algo diferente de um garoto que, aos 21 anos, fatura 51 milhões de reais por temporada, jogando futebol? De acordo com a revista “France Football” Neymar é o quinto jogador mais bem pago do mundo.

Esse montante mostra, com extrema clareza, que a Joia da Vila Belmiro é fonte de renda para muita gente e tem consciência disso quando é caçado em campo. Fugir da falta, pular ou se lançar no gramado para não se contundir com gravidade nada mais é que proteger o patrimônio e o investimento dos patrocinadores.

A revista “France Football” chegou a 51 milhões de reais considerando 9 patrocínios pessoais que Neymar tinha na época da pesquisa. Hoje, são 11 patrocinadores particulares, o que engordou ainda mais a receita anual do craque.  

O torcedor não quer saber da fortuna que o jogador acumula; quer, apenas, ver mais futebol. Quem paga ingresso para assistir a um jogo quer espetáculo.

O menino de ouro da Vila Belmiro, porém, tem mais compromissos do que apenas fazer fila de adversários enquanto avança para o gol.

Sendo assim, o torcedor, Neymar e os patrocinadores têm razão, cada parte a seu modo.

Este é um problema para ser resolvido. Principalmente porque Lionel Messi —segundo colocado na lista dos boleiros milionários— e Cristiano Ronaldo, em terceiro, estão jogando o fino da bola. Já Neymar, de acordo com a maioria da crônica esportiva e dos torcedores, está devendo futebol.

*** *** ***

A lista da “France Football” está aqui.

Confira a relação de patrocinadores de Neymar, aqui.

A entrevista do craque ao “Esporte Espetacular” está aqui.

________________

Imagens: Neymar – fotograma extraído do vídeo a que remete o link do Esporte Espetacular, acima / Messi e Cristiano Ronaldo – link / Logo France Football – link / Ingressos - link

18 de março de 2013

SEGUNDA-FEIRA CHUVOSA E MUITA ESPECULAÇÃO NO FUTEBOL PAULISTA

futebol_paulistaEm São Paulo, a semana esportiva começa com os comentários em torno da permanência de Ney Franco no comando do tricolor do Morumbi.

O time são paulino, apesar de bem colocado no campeonato estadual, atravessa momento agitado e preocupante na Libertadores da América. A competição, que dá visibilidade mundial aos participantes, pode escapar pelos dedos, mais uma vez, deixando a torcida irritada.

O treinador, depois de se manter calado e paciente ao longo das “rebeliões” de Ganso e Lúcio, abriu a boca para lembrar que o comando é dele. A rusga com Rogério Ceni, pelo visto, está superada, mas a vida para os demais atletas pode ficar difícil. Ney Franco deixou claro: “Jogador insatisfeito ou insubordinado, não joga mais na equipe.”

Discurso é retórica. Realidade é outra coisa. Todos sabem que jogador é patrimônio do clube; custa e vale dinheiro. Entre desvalorizar um atleta e dispensar o treinador da equipe a opção é clara. Ney Franco, portanto, pode não se sustentar no cargo apesar de “falar grosso”.

Uma das possibilidades que circulou no mercado, neste fim de semana, era a provável ida do treinador para o Flamengo, que dispensou, no sábado, Dorival Júnior. Surpreendentemente, o clube da Gávea contratou Jorginho, ex-assistente de Dunga na seleção brasileira. A surpresa contrariou informações que partiram do próprio clube, cuja preferência seria por Mano Menezes. Como eu havia dito, em futebol tudo pode acontecer.

O Palmeiras… bem o Palmeiras vai tão mal das pernas que chega a dar pena de Gilson Kleina. Que ninguém se iluda com a classificação palestrina no estadual. O sexto lugar, embolado com Botafogo, Corinthians, Mogi Mirim e Linense, não espelha a triste realidade que envolve a equipe palmeirense. 

Nessa questão classificatória, o Santos também não pode folgar só porque está em terceiro lugar da tabela.

Com Neymar em fase de pouca produtividade dentro de campo, o peixe praiano precisará enfrentar muitas “ondas” para não ser arrastado pela maré baixa.

Sem contar a marola, que pode virar tsunami na praia santista, apontando para a volta de Muricy Ramalho ao Morumbi.

Quem parece não ter motivo para se preocupar é Tite, treinador corintiano. O timão está jogando bem e ascender ao topo da classificação do paulista é mera questão de tempo.

Na Libertadores, o Corinthians deve se classificar para a próxima etapa. O torcedor do parque São Jorge está em fase de alegria.

Até a contusão de Paulinho deve ser comemorada. Afinal, o corte da seleção de Felipão, com todo o respeito, não é para se lamentar. Como diz o ditado, “sorte tem quem acredita nela”.

Pode acreditar. 

*** *** ***

O noticiário esportivo pode ser visto aqui e aqui entre outras fontes, é claro.

_________________

Imagens: Escudo São Paulo – link / Palmeiras – link / Santos – link / Corinthians - link

17 de março de 2013

A BOLA ROLA E OS TÉCNICOS GIRAM. SÃO PAULO E FLAMENGO NA CIRANDA

ney_franco

“Professor” Ney Franco, do São Paulo F.C., que se cuide. Vivendo fase turbulenta no tricolor paulista por causa de maus resultados, agora tem mais um motivo para se preocupar.

Neste sábado, por falta de acordo entre as partes, o Flamengo dispensou Dorival Júnior que dirigia o time da Gávea desde julho de 2012.

Embora a diretoria são paulina afirme que Ney Franco está garantido no cargo, Juvenal Juvêncio, presidente do clube, não garante a permanência do treinador, no futuro.

O clima no Morumbi não é dos melhores. Rogério Ceni, Paulo Henrique Ganso e, agora, Lúcio, já tiveram alguns atritos com o treinador.

Embora se diga que assuntos internos são resolvidos internamente, não será surpresa se Ney Franco arrumar as malas e deixar o São Paulo.

No Rio, fala-se que Mano Menezes pode assumir o Flamengo, mas em futebol tudo pode acontecer.

*** *** ***

Embora “prestigiado”, Juvenal Juvêncio diz que não pode garantir Ney Franco, no futuro. Aqui (áudio)

Sem acordo, Dorival Júnior deixa o Flamengo. Aqui

 

__________________

Imagens: Dorival Júnior – link / Ney Franco – link /  Mano Menezes - link

15 de março de 2013

COLUNAS ESPECIALIZADAS COPIAM, COLAM E DESVALORIZAM O RÁDIO

*Atualização: 19h15efeito_droste

O rádio, todos dizem, vive momento delicado. Audiência em queda leva à baixa de faturamento. Falta de verba resulta em contratações baratas. Contratações baratas produzem nivelamento, por baixo, da qualidade artístico-informativa. No mais das vezes, a falta de dinheiro implica, também, descuido com a manutenção de estúdios e transmissores.

A consequência mais imediata é a entrega de péssimo produto final (som e conteúdo) ao ouvinte. Este, por sua vez, acaba se lembrando de um ditado popular que diz “ouvido não é ‘pinico’” e muda de estação. Somem-se a tudo isso as novas mídias digitais surgidas com o crescimento irrefreável da Internet. O universo digital é repleto de opções, para todos os gostos e necessidades. Sem contar que a pessoa escolhe ver e ouvir o que quiser, na hora que quiser.

O livro “50 anos de Pesquisa Marplan”, lançado recentemente por Carla Patriota e Diego Oliveira, com base nas pesquisas Ipsos Marplan, afirma que o rádio se mantém na preferência de 70% da população brasileira. O índice é obtido pela média nacional, significando que em estados cujo poder aquisitivo do cidadão é menor o rádio, certamente, é ainda mais ouvido.

Então, embora seja um aparente paradoxo, podemos concluir que o rádio vai mal nos grandes centro populacionais dos estados mais ricos, em que o acesso a outros tipos de mídia é fácil e viável economicamente.

O rádio pode ser considerado um dos veículos mais adaptáveis entre as mídias eletrônicas, capaz, inclusive de tirar proveito da universalidade da web. É preciso, porém, usar os meios com profissionalismo e competência.

Aí começa a ficar compreensível um dos problemas atuais do rádio. Além de o veículo, em muitos casos, estar deteriorado profissional e tecnologicamente, vem se contaminando cada vez mais com o mau hábito das replicações, comuns na Internet. “Equipes de jornalismo”, resumidas a uma ou duas pessoas, copiam informações da rede e as colocam no ar. Quando não, limitam-se a transcrever, na íntegra, os releases recebidos. Mal comparando, dá-se o efeito Droste, utilizado na repetição de imagens, como na foto que encima este post. Um rádio assim,  não pode sobreviver.

Quando penso que as colunas especializadas poderiam ajudar nessa questão, observando problemas, alertando sobre equívocos, destacando acertos, contribuindo, enfim, para um rádio melhor vejo que, infelizmente, até os especialistas colaboram para consagrar a mesmice que, atualmente, tomou conta do veículo. O exemplo, a seguir.

arq_musical

Para lembrar os 50 anos do “Arquivo Musical”, apresentado aos domingos, a rádio Bandeirantes, de São Paulo, distribuiu um press release. O texto destaca ações que serão executadas neste dia 17 de março, em comemoração às cinco décadas de sucesso do programa, o segundo mais antigo da emissora.

Duas das colunas especializadas, das mais lidas, simplesmente copiaram o release produzido pelo departamento de divulgação do Morumbi e publicaram “tim tim por tim tim”, incluindo a foto do atual apresentador, Ronald Gimenez. Uma delas ainda se deu ao trabalho de mencionar as frequências da emissora, em AM e FM.

Isso não contribui para a valorização do rádio. Uma pena.

*** *** ***

Uma coluna você vê aqui.

A outra, para você comparar, está aqui.

*No meio da tarde, Rodney Brocanelli, que também escreve sobre rádio, mandou-me mensagem pelo Twitter pedindo, sem sarcasmo, que eu incluísse o Radioamantes neste post. Eu não havia visto, mas ele também replicou, na íntegra, o release enviado pelo departamento de divulgação da Bandeirantes. Afirmando que o trabalho desse setor da emissora é muito bom, Brocanelli enfatizou: “Gostaria muito que outras emissoras de rádio tivessem um depto. de divulgação tão eficiente quanto o da Bandeirantes”. Para não ser injusto com as duas outras colunas e atendendo ao pedido honesto de Brocanelli, também sem sarcasmo, segue o link do Radioamantes.

Caso você tenha se interessado pelo “efeito Droste” saiba mais, aqui

Se você não leu o post sobre o livro “50 Anos de Pesquisa Marplan, clique aqui

______________

Imagens: Efeito Droste – link /  Em queda – link / Símbolos antigos do rádio – link / Fotomontagem Arquivo Musical – link da rádio Bandeirantes