CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

26 de março de 2013

O EXEMPLO DAS AÇÕES, DOS GESTOS E DAS PALAVRAS NO APURO PROFISSIONAL

crescimento

O aprendizado profissional é um exercício que dura toda a vida. No dia a dia, através da observação e da prática, é possível desenvolver o bom senso, assimilar conceitos, atualizar conhecimentos, combater o comodismo, eliminar vícios, aprimorar a técnica e aperfeiçoar o estilo.

Claro que não é só isso, mas, dentre os cuidados essenciais com a carreira, este punhado de recomendações ajuda a manter acesa a chama da paixão pelo ofício e nos permite realizar um trabalho honesto e eficiente.

O pior que pode acontecer para um profissional, em qualquer campo, é o excesso de confiança. A sensação de “saber tudo”, geralmente induz ao erro.  

caminho

No jornalismo e na comunicação em geral não é diferente. Sendo assim, quem nos dirá que estamos no caminho certo?

O público, sem dúvida. Seja o leitor, o ouvinte ou o telespectador, através da aceitação de nosso trabalho. Aceitação que resulta em credibilidade, o maior patrimônio de quem atua na área da informação.

Por isso, o profissional do setor não pode abrir mão de acompanhar, inclusive, o trabalho de colegas da mesma área de especialização.

A comparação isenta, responsável, despojada de vaidade é um instrumento notável de aferição de nossa própria capacidade.

Não ter vergonha de admitir que outros podem saber mais que a gente é o primeiro passo para melhorar.

Em tempos de Internet, quem não se cuida está escancarando para o mundo a própria incompetência.

Não dá mais para continuarmos a ver  a opinião de “especialistas” que, sentindo-se com “o rei na barriga”, formulam comentários toscos, idiotas, inconsistentes, inconsequentes e muito mal escritos, achando que são o máximo.

É preciso evoluir. Caso contrário, não apenas o público vai notar. O empregador também.

*** *** ***

Imagens: Crescimento – link / Caminho a seguir – link / Primeiras escritas - link