CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

29 de setembro de 2013

ALEXANDRE MAGNO, O GRANDE. TRÊS PEDIDOS PARA A POSTERIDADE

Extraído de um desses incontáveis e-mails que lotam nossa caixa de entrada. O trecho é atribuído à Alexandre Magno, o Grande, rei da Macedônia.

O e-mail (pelo menos o que recebi), é um quase infindável e inteiramente desnecessário desfile de frases feitas que encerram o repetitivo discurso filosófico que valoriza a essência da vida sobre a riqueza e o poder.

O que realmente interessa é a passagem, abaixo. Para ler e pensar:

À beira da morte, Alexandre convocou os generais de seu exército e ditou seus três últimos desejos:

1º)  Que seu ataúde fosse transportado pelos melhores médicos do reino.

2º)  Que os tesouros que havia conquistado (prata, ouro e pedras preciosas) fossem espalhados pelo caminho, do palácio até sua tumba.

3º)  Que suas mãos ficassem expostas, fora do ataúde, à vista de todos.

Espantados com os desejos, incomuns, os generais quiseram saber a razão de tais pedidos.

O rei, então, respondeu:

“Quero que os mais eminentes médicos carreguem meu ataúde para que todos saibam que eles não têm poder sobre a morte. Meus tesouros, espalhados pelo caminho vão mostrar que os bens materiais aqui conquistados, permanecem aqui. E, finalmente, quero que minhas mãos balancem ao vento, para que as pessoas vejam que viemos ao mundo com as mãos vazias e com as mãos vazias partimos.”

*** *** *** *** ***

Para saber mais sobre o rei macedônio, clique no link Alexandre Magno - O Grande

Mais sobre Alexandre Magno, neste outro link

______________

Imagem: Alexandre Magno