CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

27 de setembro de 2013

TROCA-TROCA PARTIDÁRIO CRIA LEILÃO DE PARLAMENTAR. QUEM DÁ MAIS?

Troca-troca partidário agita o Congresso Nacional. O assunto está na ordem do dia. Norma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelece que políticos podem trocar de partido, sem risco de perder o mandato, quando insatisfeitos com desvio programático da legenda à qual pertencem e também quando são vítimas de grave discriminação pessoal. Integrantes de um partido que, por fusão ou incorporação com outra sigla, sejam obrigados à filiação à legenda que resultar de tais atos, igualmente não perdem o mandato. E, por último, qualquer parlamentar fica livre, em qualquer circunstância, para abandonar o partido e se transferir a uma nova  legenda, recém criada. Aprovados pelo TSE, os partidos “Solidariedade” e  “Pros”—Partido Republicano da Ordem Social— provocaram verdadeira corrida de parlamentares interessados na troca de legenda. O detalhe escandaloso de tanto interesse é a negociata que envolve cada caso. Um dos critérios utilizados para valorizar o próprio “passe” é a votação obtida nas últimas eleições, em 2010. Cada voto pode valer entre R$ 3,00 e R$ 3,80 ao parlamentar que mudar de sigla. Essa “remuneração” vai sair do Fundo Partidário. Você sabe quem fornece o dinheiro que constitui o “Fundo”. Somos eu, você e toda a população brasileira, através dos impostos. Ou seja a farra do troca-troca é bancada pelo cidadão. Uma vergonha inominável, porém legal. Situações como essa justificam a expressão de que “nem sempre o legal é moral”. E vice versa. A Justiça, às vezes, é incompreensível.

*** *** *** *** ***

O valor do “passe” tem por base a votação obtida pelo parlamentar, em 2010. Veja no link Novos partidos prometem verba para atrair deputados

_________________

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ – Imagem – Leilão