CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

10 de setembro de 2013

VOZ DAS RUAS, PACÍFICA E JUSTA, NÃO SE CONFUNDE COM VANDALISMO

Todas as camadas sociais devem ter vez e voz para se manifestar. Um direito inalienável, que não pode ser negado ao cidadão. Apesar da concordância com o pressuposto, tem hora em que fico me perguntando o que é isso que se esconde sob máscaras e capuzes e se intitula “Blackbloc”?

Um movimento que atua com violência, infiltrando-se em manifestações que poderiam ser pacíficas, além de legitimamente amparadas pela Constituição, mas acabam descambando para depredações, confrontos com a polícia e atos de vandalismo. Pois um grupo assim ainda ganha visibilidade e espaço na mídia para articular seus movimentos. Leia o comunicado a seguir:

“Defensoria Social e Blackbloc fazem coletiva de imprensa

A DEFENSORIA SOCIAL, colegiado de instituições que atuam na defesa das demandas sociais e coletivas de populações pobres, excluídas e desassistidas, fundada na Campanha da Fraternidade de 2004 com apoio da CNBB, lança – no próximo dia 13 de setembro, às 16 horas, no Vão Livre do MASP na capital paulista, CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO em defesa dos BLACK BLOC.

Na oportunidade estarão presentes VÍTIMAS e TESTEMUNHAS da violência e manipulação policial para a construção de um cenário de instabilidade e terror na população, cujos casos sistematizam DENÚNCIA INTERNACIONAL DE VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS que será levada pela DEFENSORIA SOCIAL às instâncias internacionais, em especial a Comissão de Direitos Humanos da OEA e Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra.

Após o evento, a partir das 18 horas, diversos grupos e coletivos estarão realizando um ATO em defesa da libertação dos presos nas manifestações no período de 10 de junho a 10 de setembro de 2013, em defesa da ANISTIA AMPLA GERAL E IRRESTRITA PARA TODOS OS INDICIADOS, PRESOS E PROCESSADOS POR PARTICIPAÇÃO EM MANIFESTAÇÕES POPULARES NO BRASIL. A concentração terá a característica de uma VIGÍLIA PACÍFICA DE AÇÃO E RESISTÊNCIA, como uma tática BLACK BLOC.”

Prestou atenção ao final? Estão implícitos advertência e lembrete de que a coisa vai partir para o quebra-pau, na “beleza” de frase que finaliza o comunicado. Não posso acreditar que um movimento como esse conta com apoio da CNBB. E que um “protesto” dessa natureza tenha acolhida nos âmbitos da Comissão de Direitos Humanos da OEA e do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. É o fim da picada. Coisa típica de calhordas em ação.

*** *** *** *** ***

Mensagem recebida via e-mail, disparada por julio@alocacao.com.br indicando como fonte facebook.com/brasilsustentavelFoto: Blackbloc