CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

5 de dezembro de 2013

MORRE GERALDO BARRETO. A VOZ DO RÁDIO PERDE UMA REFERÊNCIA

Perder um amigo, mais um, é sempre uma experiência dolorosa. Quando esse amigo é, também, companheiro de estrada é um pouco da gente mesmo que parte. A primeira coisa que nos vêm à mente, ao recebermos a notícia, é o festival de imagens produzidas pela saudade do tempo compartilhado. E, talvez condicionados pela emoção, recordamos com incrível nitidez detalhes que os anos não apagaram. show_de_radio_barretoGeraldo Barreto morreu. O ritual se repete. A gente aprende com a idade a encarar mais naturalmente esses episódios. Afinal, como dizem, a única certeza da vida é a morte. A frieza dessa constatação é, igualmente, o pilar que nos ajuda a suportar o adeus. Hoje nos despedimos dos amigos, amanhã outros se despedirão de nós.

Veja como algumas coisas são inexplicáveis. Faço anos neste dia 6 de dezembro. Pois hoje, um dia antes, pela manhã, ele me mandou os parabéns. Em resposta, brinquei com Geraldo Barreto dizendo que ele estava com pressa, antecipando os cumprimentos. Talvez fosse um presságio, quem sabe? Se deixasse para me cumprimentar amanhã, não teria conseguido. Recebo, pois, este fato como um presente especial. Obrigado, amigo. Veja, abaixo.

barreto_adeus A voz trovejante de Geraldo Barreto traduzia com fidelidade o imenso coração que ele sempre teve. Pois foi esse mesmo coração que o levou desta para melhor. Um infarto fulminante, na tarde desta quinta-feira, dia 5 de dezembro, determinou o embarque de “Barretão” para outro plano.

Além de falar, Geraldo Barreto gostava de cantar. E não se intimidava com a fama de quem quer que fosse. Aliás, nesse quesito, Barreto escolhia os “figurões”. E para nós, sessentões, um dos maiores sempre foi Frank Sinatra.

E não é que justamente esse medalhão aí de cima era o preferido para servir de playback quando o nosso “Barretão” decidia soltar o gogó? Recebi, um dia, uma gravação com os dois cantando juntos. E, olhe, Mister Sinatra até que não fez feio cantando com o nosso amigo, viu? Tentei encontrar o arquivo, hoje, mas não consegui. Vou dar uma geral, para ver se localizo.

glenn_barreto

Sempre sorrindo, contente, apesar das agruras, Geraldo Barreto não passou em brancas nuvens pela vida. Brincalhão, costumava dizer que apesar da semelhança, era muito mais bonito que Glenn Ford, ex-galã de Hollywood. Imagine, você, como era “insuportável” ter um amigo com a voz que tornava Sinatra um cover e um rosto capaz de tirar a respiração de Rita Hayworth.

Pois eles que se preparem. Daqui para a frente vão ter que enfrentar “pessoalmente” o avassalador Geraldo Barreto. Nós aqui ficamos na certeza de que “essa gente da sétima arte”, Sinatra incluso, vai ter que se desdobrar, pois “Barretão”, não demora muito, vai botar pra quebrar no pedaço.

Vai com tudo, amigo. Não tem pra ninguém.

*** *** *** *** ***

Imagens: Geraldo Barreto no Show de Rádio e jovem galã (obtidas em seu perfil do Facebook) – Frank Sinatra - Glenn Ford e Rita Hayworth -