CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

3 de fevereiro de 2014

O QUE FAZER COM A GAROTADA QUE VEM GASTANDO A BOLA NA SANTOS?

Até pouco tempo atrás, falar sobre futebol era certeza de queda de audiência no blog. As coisas estão mudando até mais depressa do que muita gente imaginava. Hoje, as mulheres discutem futebol e, diferentemente de antes, as opiniões femininas já vão além das pernas deste, o bumbum daquele ou os ombros do outro e demais “atributos” (rsrsrsrs). Diante disso, falo sobre futebol sem receio de afugentar as meninas.

Vou ser direto. Se Leandro Damião (ex-Inter, atual Santos) jogar tanto quanto se preocupou em não pisar no gramado enquanto não recebesse o “din-din” que lhe deviam, o rapaz será um fenômeno. O problema é que quanto mais o tempo passa, mais demorada será a adaptação do jogador ao novo time. Falta de entrosamento, falta de preparo físico, falta de ritmo de jogo… Será que a torcida peixeira vai ter paciência de esperar até que tudo entre nos eixos e Damião, enfim, passe a jogar bola?  5x1_Santos e Corinthians Fico imaginando se a esnobação do atleta (por força de um contrato, sim, mas de uma forma muito deselegante) vai ser bem assimilada pelo torcedor. E o que fazer com a garotada que vem gastando a bola no Santos? Simplesmente para tudo para o belezão entrar, com grana no bolso e camisa de titular? Ele terá futebol suficiente para suplantar os meninos da Vila? Sei não…

Outra coisa: daqui a pouco é junho e Copa do Mundo. Fred (do Fluminense) e Jô (do Atlético mineiro) ainda não podem ser declarados titulares da camisa nove da seleção brasileira e não há um substituto provável. Fala-se até em Hernane, o brocador—do Flamengo/RJ—para a vaga. Não era o caso do “seo” Damião estar de olho nessa disputa? A atitude do novo centro avante do Santos lembra—e muito—Alexandre Pato, do Corinthians. Cabeça fresca, não está nem aí. Se jogar, tudo bem. Se não jogar, tudo bem também. O dele está garantido (dinheiro). Pato custou mais de 40 milhões de reais e tem que mostrar muito mais em campo.

É o caso do gaúcho Damião, cujo passe custou outro tanto, bancado por empresários ingleses. Enfim, o futebol (para jogadores, dirigentes de clubes, empresários, crônica e mídia) deixou de ser paixão para se transformar somente em negócio. Apenas o torcedor continua fiel ao time e às emoções. Na vida, amor não correspondido costuma não durar. No futebol será diferente?

 

*** *** *** *** ***

Imagens: Jogadores cobiçados / Leandro Damião / Santos x Corinthians / Doyen Sports