CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

13 de fevereiro de 2014

PARA ONDE VAI O DINHEIRO “ECONOMIZADO” COM OS CORTES DE HADDAD?

Fernando Haddad, que está prefeito de São Paulo, se especializou em aborrecer a população paulistana. Administrador de gabinete, tem feito tudo para tornar a vida do cidadão mais desconfortável. Fora as ameaças como, por exemplo, o aumento exorbitante do IPTU, barrado pela Justiça. E para não deixar dúvidas, agora vem se insurgindo contra a garotada também. Primeiro, foi o corte do material escolar gratuito, distribuído anualmente. Agora, foi o transporte gratuito, feito por vans escolares. Homem de gabinete, insensível, pouco afeito a circular pela cidade e, menos ainda, conhecer como vive a população, busca em números de relatórios a justificativa para “cortar gastos”. A expressão está entre aspas justificadamente, pois ninguém sabe para onde vai o dinheiro produzido por tais cortes. Para benefícios sociais destinados ao cidadão é que não. Basta ir a postos de saúde, por exemplo. Medicamentos de uso contínuo sumiram da maioria deles. O mais comum, para pressão alta, é dos menos encontrados. Vai ver Haddad quer dar um jeitinho nessa gente, que precisa do remédio para ir tocando em frente. A queixa é grande, mas o homem não está nem aí.

Diante disso, e apenas para pensar bobagens, de repente me lembro da presidente Dilma Rousseff, do mesmo partido do burocrata Haddad. Não posso deixar de imaginar que a situação de Dilma deve estar muito complicada, com vistas à reeleição. Ela vai precisar “suar a camisa”—entenda-se, gastar muita grana em propaganda política—se ainda nutre esperanças de se reeleger.

Ah!—me dá um estalo. Será? Não sei, mas dizem que pensar não ofende…

*** *** *** *** ***

Ao reduzir pela metade a lista de material escolar da garotada, quanto a prefeitura vai “economizar”? Para gastar aonde? Veja o corte, link: Haddad reduz kit entregue a estudantes e corta caneta, lápis e caderno; itens caíram de 41 para 22

Não satisfeito, Haddad corta o transporte escolar. Ué, mas o homem não adora busão? Pelo jeito, só para aparecer sentadinho em lugar reservado para idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais, e dar mau exemplo. Veja o novo corte, no link Haddad corta perua escolar gratuita para estudantes

 

Imagens: Fernando Haddad / Dilma Rousseff