CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

4 de março de 2014

INICIATIVA DA RÁDIO GLOBO, RJ, PODE SER GOL DE PLACA OU MAIS UMA CANELADA

A rádio Globo do Rio de Janeiro concluiu, recentemente, o concurso “Craque da Voz” visando encontrar, nas favelas e comunidades do Rio, novos talentos da narração esportiva. A emissora global recebeu inscrições de todo o estado fluminense. Leio no site Radioamantes, de Rodney Brocanelli, que o vencedor, Eusébio dos Santos, morador em Cidade de Deus, foi comunicado no ar, ao vivo, em programa de grande alcance popular, ter sido o vencedor. Um momento emocionante que, de fato, vai marcar para sempre a memória do candidato a narrador.

Por ter alcançado repercussão positiva já se fala na segunda edição do “Craque da Voz”. Apoio toda e qualquer iniciativa que vise à descoberta de “sangue novo”, mas não posso deixar de manifestar a dúvida que sempre me acomete quando vejo promoções deste tipo. Normalmente, a coisa fica só no oba-oba e acaba redundando em frustração para os esperançosos candidatos participantes. As emissoras capitalizam a iniciativa em termos de marketing promocional e fim de papo.

Dificilmente alguém eleito nessas promoções deslancha na profissão. Passada a fase do burburinho da ação, o que resta é desilusão para o vencedor. No mais das vezes, a justificativa é a de que o selecionado, apesar de revelar um certo potencial, não conseguiu desenvolver-se a ponto de ser aproveitado. E parte-se para a segunda rodada da promoção, pois o que interessa, mesmo, é a divulgação da emissora.  

A busca pelo talento em ações deste tipo é sinal evidente de que o nível de narração esportiva atual deixa a desejar e, pior, não tem havido renovação no setor. O caminho das pedras para a descoberta de novos talentos pode passar, sim, por promoções semelhantes desde que funcionem como as tradicionais “peneiras” do futebol. Os melhores ganham estágios remunerados dentro da emissora, participam de programas esportivos, familiarizam-se com a produção e as transmissões, preparando-se adequadamente para ingressar na profissão com o pé direito. Caso contrário, as revelações serão queimadas e descartadas sucessivamente.

craques_da_voz A emoção de Eusébio dos Santos, vencedor deste primeiro “Craque da Voz” (na foto, com outro finalista), deixa um alerta no ar. Não se brinca com o sentimento de quem quer que seja. Os responsáveis pela promoção devem ter muito cuidado com isso.

É possível que me acusem de estar colocando a carroça na frente dos bois, mas já vi esse filme muitas vezes. E você também. Queremos testemunhar um verdadeiro gol de placa, pois de “caneladas” o rádio esportivo está cheio. Infelizmente.

Eusébio dos Santos, até por ter nome de craque, merece ser bem preparado para não queimarem o filme dele. O que seria lamentável.

*** *** *** *** ***

Para ler mais sobre a promoção, já encerrada, clique no link “Eleito o “Craque da Voz da Rádio Globo” – Fonte: Radioamantes, de Rodney Brocanelli

Imagens: Craque da Voz / Futebol e Arte / Finalistas