CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

4 de abril de 2014

CADÊ A EMISSORA DE RÁDIO QUE ESTAVA AQUI? O GATO COMEU…

Ações como a que você verá a seguir, no link abaixo, explicam, em parte, a derrocada do rádio atual. Como o ouvinte vai respeitar o veículo, se o veículo não respeita o ouvinte? O pior de tudo é que NINGUÉM toma uma providência.

Para certos empresários do setor, muito conhecidos do poder concedente, o rádio é apenas um meio para se ganhar dinheiro, sem compromisso.

Arrendatários (pessoas físicas ou jurídicas que alugam horários em algumas emissoras) sempre existiram no rádio, mas havia cuidado com o conteúdo. Não raras vezes, propostas interessantes, financeiramente, eram recusadas por não atenderem aos requisitos mínimos estipulados na concessão da outorga ou porque se chocavam com a filosofia de programação implantada pelo veículo.

Hoje, não se observa mais isso. O que interessa é o valor do arrendamento.

Não importa se a emissora vem adotando determinada linha de programação, até com relativo sucesso. Tudo muda, de um dia para o outro, sem maiores explicações para o ouvinte.

Invariavelmente, essas mudanças são acompanhadas de demissão em massa, aumentando o já elevado número de profissionais desempregados na praça. O quadro contribui para maior achatamento salarial, como se sabe. Muita oferta, pouca remuneração.

cade_a_radio Quando não é isso, o que muda é a frequência de operação. A rádio que era sintonizada em uma posição, no dial, muda para outro ponto. O ouvinte que se lasque.

Como esperar fidelidade de quem é tratado dessa forma? Fica difícil, não é mesmo?

O link, “Rádio Terra FM deixa novamente o dial da Grande SP” dá bem uma ideia do que a gente está falando. – Fonte: Bastidores do Rádio

*** *** *** *** ***

Imagens: Carteira de Trabalho / Rádio Terra / Cadê a rádio?