CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

8 de abril de 2014

HÉLIO RIBEIRO, INTERNACIONAL, PERDEU, UM POUCO, O PODER DA MENSAGEM

Hélio Ribeiro, um dos maiores nomes do rádio brasileiro, foi consagrado como o genial criador do programa “O Poder da Mensagem”, um dos campeões de audiência de todos os tempos. Afastado do veículo, no país, desde 1995, quando deixou a rádio Globo, Hélio consagrou junto ao público alguns bordões, reconhecidos até hoje.

Entre eles, “este programa é ouvido pela moça do Karmann Ghia vermelho” (quem era ela?); “sabe quem, sabe quem?” (ao anunciar uma atração musical); “versão livre para o Português…” (dando início a mais uma tradução de sucesso internacional); “este programa é ouvido por gente que…”—aí entrava o improviso sempre carregado de emoção, inteligência e sensibilidade do apresentador—, além de frases que ainda repercutem entre ouvintes e profissionais do rádio.

Hélio Ribeiro foi, por todos os méritos, incomparável. Mas, ontem, navegando livremente pela rede, como sempre faço, dei uma passadinha no site “Caros Ouvintes” e vasculhei arquivos da história do rádio, uma forma de reconstituir parte dos fatos marcantes na trajetória deste veículo de comunicação de massa. Encontrei um que eu desconhecia.

Hélio Ribeiro, apresentando um programa muito parecido com “O Poder da Mensagem”, levado ao ar pela WPIX, emissora sediada em Nova Yorque, Estados Unidos, no alto do Empire State Building, que já foi considerado o maior edifício do mundo.

memo_HR A gravação foi disponibilizada ao “Caros Amigos” pelo “Memorial Hélio Ribeiro”, mas nunca a vi por lá (e muito menos ouvi). No link indicado logo abaixo, você terá a oportunidade de conhecer um Hélio Ribeiro diferente. Quer dizer, embora seja ele mesmo o condutor do programa, o resultado final, mesmo lembrando passagens de “O Poder da Mensagem”, ficou distante daquilo que ainda tenho na memória. Falando em Inglês, Espanhol e Italiano—o que não era novidade para mim—Hélio tenta passar a mesma energia de que seus programas brasileiros eram recheados.

Claro que os idiomas contribuíram para a “diferença”, mas senti que não foi só isso. Passava, também, pelo fato de que, lá fora, Hélio Ribeiro não era Hélio Ribeiro. Surpresa, não? E acho que faltava aquele toque especial, sonoro, marcando a sucessão de melodias (e até algumas traduções) características de Hélio Ribeiro. Então, me lembrei de Johnny Black, o fiel escudeiro de Hélio. (Para ver a foto em imagem ampliada, clique sobre ela)

O programa que você vai ouvir, traz uma claquete inicial (identificação sonora para orientar o operador de áudio) em que se identificam o programa, o nome do apresentador e a emissora.

Intitulado “Josef Magnoli Show” (nome verdadeiro de Hélio Ribeiro), o programa veiculado na WPIX flui, mas não se compara ao verdadeiro show que pontuava, do começo ao fim, “O Poder da Mensagem”. Que Hélio Ribeiro era genial, ninguém duvida. Porém, esta gravação deixa claro que a “roupagem sonora” com que Johnny Black “vestia” o programa fazia toda a diferença. Como um quadro primoroso que ganha muito mais “vida” ao ser convenientemente emoldurado.

HR E JB Viva Hélio Ribeiro, sempre. Viva, também, Johnny Black. Um se complementava no outro. Como diz o título do post a que você irá, “As pérolas verdadeiras são eternas”. Assim eram, em conjunto, Hélio Ribeiro e Johnny Black.

Ouça, pois a “imagem” do áudio é clara. Clique no link a seguir e, depois, responda aos seus botões: “O Poder da Mensagem” não tinha paralelo, não é mesmo? Em qualquer idioma. Em qualquer parte do mundo.

*** *** *** *** ***

Para ouvir o programa da WPIX, clique no link “As pérolas verdadeiras são eternas” e, depois, no player que você vai encontrar - Fonte: Caros Ouvintes

Imagens: Hélio Ribeiro / Logo WPIX / Logo Memorial HR / Johnny Black / Montagem HR e JB