CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

2 de julho de 2014

GOLEIROS DA COPA JOGAM UM BOLÃO E PODEM ACABAR COM A MALDIÇÃO

“No chão em que ele pisa, não nasce grama.” O provérbio, quase uma maldição, identifica o jogador quase sempre responsabilizado pela torcida quando o time sofre uma derrota. Embora existam outros dez jogadores em campo, atuando na mesma partida, em 90% das derrotas a imagem que fica é a da bola no fundo da rede e o goleiro, desolado, na foto. Com tal responsabilidade nas mãos, o goleiro é um jogador nada invejado. Em casos excepcionais, como no de Rogério Ceni, do São Paulo, um goleiro se notabiliza pela capacidade de jogar bem com os pés e também marcar gols.

neuer libero Nesta Copa do Mundo, afinal, estamos vendo a redenção dos profissionais da bola que atuam debaixo das traves. Debaixo das traves é, na verdade, força de expressão. Embora seu reduto seja a grande área, muitos goleiros não se limitam e têm jogado como se fossem autênticos líberos, integrando a defesa de sua equipe. Como Neuer, da Alemanha, que sai da área e dá conta do recado, ajudando os companheiros.

Outros, vão para o ataque em busca de um gol, como Benaglio, da Suíça, que não se intimidou e fez de tudo no jogo contra a Argentina. A foto abaixo mostra o momento em que o goleiro (uma mancha amarela na área dos hermanos) tenta um “voleio”, na cobrança de escanteio suíço. Logo após, o atacante Dzemaili mandou a bola na trave do gol da argentina. benaglio voleioApesar desse lance emocionante, o grande destaque tem sido a atuação dos goleiros naquilo que se espera deles: fechar o gol. Dizem que se o goleiro se destaca na partida é sinal de que o ataque adversário não funcionou. Meia verdade, nesta Copa.

Diante de ataques poderosos e surpreendentes, o “zelador” do território mais cobiçado pelos atacantes, o gol, não tem dado moleza. Um verdadeiro tiroteio sai dos pés de goleadores respeitados, mas a “blindagem” garante a invulnerabilidade da meta. Saídas precisas, saltos quase ornamentais e grande elasticidade são as armas que os goleiros estão usando para praticar defesas dificílimas, quase impossíveis. 

Levantando a taça ou não, alguns goleiros neste mundial já garantiram o título de “campeões” pelo esforço e dedicação ao país que defendem. A crônica esportiva especializada, do mundo todo, está espantada e não é para menos. No país do futebol, embora tenhamos visto grandes gols, temos testemunhado defesas sensacionais.

Os gigantes da meta, até agora, foram Keilor Navas, da Costa Rica; Ochoa, do México; Rais M’Bolhi, da Argélia; Tim Howard, dos Estados Unidos; Curtois, da Bélgica; Ospina, da Colômbia; Haghighi, do Irã; Enyeama, da Nigéria; Bravo, do Chile; além dos dois já mencionados, Neuer e Benaglio. Não se pode esquecer, naturalmente, de Júlio César, da seleção brasileira. goleiros_copa_2014 Em débito com a torcida, depois da falha contra a Holanda, que nos custou a desclassificação, em 2010, Júlio César acabou se transformando em herói.

julio cesar chile A decisão nos pênaltis, contra o Chile, classificou o Brasil para as quartas de final e, de quebra, revelou que o sistema nervoso de nossos jogadores está em frangalhos. Entre outros, o choro copioso de Thiago Silva, capitão da equipe canarinho, passou a ser mais comentado que a vitória. Será que Thiago é um gigante com o coração de menina e medo do bicho-papão? —passou a ser a questão.

Voltando ao tema, a atuação espetacular dos goleiros da Copa se transformou em atração à parte, capaz de fazer o torcedor estremecer estádios em cada lance. De alegria ou decepção, mas reconhecendo que a goleirada é capaz de “incendiar” uma partida de futebol e se destacar tanto quanto o mais habilidoso atacante.

Depois desta Copa, com certeza, a grama debaixo dos pés do goleiro passa a ser olhada com mais respeito por artilheiros do mundo inteiro. É o fim da “maldição”?

*** *** *** *** ***

Imagens: Não nasce grama / Neuer / Benaglio – fotograma extraído de vídeo com melhores momentos da partida, disponível no site da Globo/ Montagem  de sequência com goleiros (locais de origem dos originais): Keilor Navas / Uchoa / Rais M’Bolhi / Tim Howard / Courtois / Ospina / Haghighi / Enyeama / Bravo / Júlio César