CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

26 de agosto de 2014

DATENÃO AFINOU. BATER DE FRENTE COM “MERCHAND NEVES” NÃO É MOLEZA

Ainda repercute o incidente havido nos estúdios principais da rádio Bandeirantes de São Paulo, neste domingo, 24 de agosto, durante o programa “Domingo Esportivo”, comandado por Milton Neves.

O que aconteceu todos, a esta altura já sabem. O fato foi registrado, primeiro, por Edu Cesar, o amigo gaúcho que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas, mantém o site “Papo de Bola”, na Internet, há vários anos, com muito sucesso entre os colegas do setor esportivo. (Edu Cesar)

rosto_rodneyAqui, em São Paulo, o primeiro a mencionar o bate-boca destemperado de José Luiz Datena, com microfones abertos, vazando para o ar, foi o amigo Rodney Brocanelli, um dos mais atentos e isentos colunistas da web, especializado em rádio. (Rodney Brocanelli - arquivo)

Citando Edu Cesar como fonte, Rodney, botou no blog “Radioamantes” o trecho do bate-papo de Neves e o “craque” Neto e, pouco depois, a “entrada” raivosa do jornalista valentão, esbravejando e questionando os colegas.

Diante da repercussão, negativa obviamente, a direção da Bandeirantes optou por suspender Datena, useiro e vezeiro nesse tipo de destempero. Profissionalmente consagrado por causa dos programas policiais que apresenta, há anos, o ex-jornalista esportivo acabou incorporando um personagem talhado especialmente para fazer crer que ele é o valentão que todos imaginam. (Repórter)

Afinal, ele vive dizendo que já foi ameaçado de morte, anda de carro blindado e toda aquela papagaiada, própria de quem tenta convencer a todos de que é “bravo” feito uma fera. Faz bem para a “ibagem”, segundo critérios pessoais dele.  As explosões temperamentais, dizem, são corriqueiras. Coisa de boçal, sem dúvida. (José Luiz Datena)

Desta vez, para azar dele, o zangado apresentador bateu de frente com Milton Neves, o maior faturamento da rádio Bandeirantes, responsável, também, por verbas expressivas repassadas às rádios BandNews FM e Bradesco Esportes (e provavelmente às outras emissoras do grupo, sem esquecer a própria TV). O repasse acontece através da agência de propaganda “Terceiro Tempo”, cujo nome alude aos programas que o “rei do merchand” apresenta nas emissoras do grupo. Milton Neves não engoliu a “invasão” do estúdio e, principalmente, a imagem de bundão que Datena quis fazer dele. Com outro, Datena teria conseguido o intento. Com o mineiro de Muzambinho, não deu. Afinal, com dinheiro não se brinca, sabe a direção do Morumbi. (Milton Neves)

A despeito da “Datenodependência”, termo cunhado por Rodney Brocanelli para descrever a relação do Grupo Bandeirantes com José Luiz Datena, não tomar uma atitude enérgica seria mais vergonhoso, ainda, para a direção da casa.

Datena foi punido, pelo menos “oficialmente”. Se vai sofrer desconto de salário é outra história. E mesmo que a suspensão tenha sido de “mentirinha” (não estou garantindo que foi), pelo menos publicamente fica a nódoa sobre o “rei da cocada”, no entendimento egocêntrico do irado apresentador. (cartão)

sois rei De agora em diante, o público sabe, por exemplo, que Datena não é o rei do mundo como pensa ser. (Montagem link 1 e link 2)

Mais do que isso, sabe que, além de se mostrar ingrato com quem o ajudou na época das vacas magras (o que não é vergonha para ninguém que saiu da pobreza e conquistou a fortuna) ele também afina, quando a parada é dura.

Quem conta melhor toda essa história é Edu Cesar, no site “Papo de Bola”. Então, sugiro que você clique no link, a seguir, para conhecer os detalhes. Texto e áudio contam tudo sobre o “bate-boca” recheado de palavrões e tentativa de intimidação. De minha parte, encerro o assunto. Até porque, falar de Datena não me compraz.

*** *** *** *** ***

Para checar a história, os detalhes e as “Consequências da tensão na rádio Bandeirantes”, basta clicar no link - Fonte: Papo de Bola