CONTATOS, INCLUSIVE ASSESSORIAS DE IMPRENSA:
FALE CONOSCO!

Navegue à vontade

Na coluna à direita, logo abaixo das postagens preferidas do leitor, está o ZAPPING. Através dele você tem acesso direto às noticiais do dia, nacionais e internacionais, além de informações sobre quase tudo. ZAPPING. Uma central de notícias e entretenimento em que você escolhe o que quer.

29 de setembro de 2014

DESATINO DE APRESENTADOR, NO RIO, GANHA CONOTAÇÃO DE ASSÉDIO SEXUAL

TV_sombra Hoje, vi uma notícia veiculada no “RD1.ig.com.br” que me recordou outra e me fez pensar em mais uma. Todas três na mesma linha.

A notícia que vi, trata da conduta do apresentador de um programa jornalístico da Record Rio. O moço virou notícia nas redes sociais e nos canais de comunicação internos que a emissora mantém abertos para o público. Na manhã desta segunda-feira, durante um momento “descontraído”, o apresentador deu para brincar com a repórter. A brincadeira, porém, ganhou conotação de assédio sexual, ao vivo. Indignados, telespectadores e internautas se manifestaram contra a atitude do rapaz, que parece ter perdido o “tino”. O que vai acontecer é um capítulo à parte, mas, certamente, o apresentador já deve ter entendido que certas “brincadeiras” não caem bem.

chefias Durante a leitura, me lembrei, da informação divulgada no dia 23 de setembro, pelo blog “Cheni no Campo”, e comentada por mim no dia 24. Jornalistas de uma emissora de rádio paulista estavam na “bronca” com a chefia do departamento. Nesse caso, a situação  envolve muita gente, segundo a denúncia. O RH da empresa em questão seria comunicado, assim como o sindicato da categoria, em São Paulo. A conduta da chefia caracteriza “assédio moral”, passível de punição severa. (imagem)

Não soube o que aconteceu de lá para cá, se é que aconteceu alguma coisa. A verificar.

tv_esportiva O pensamento que me ocorre agora, é um alerta.

Apresentador de conhecido programa esportivo, na tentativa de descontrair o ambiente, tem feito sucessivas brincadeiras com a nova colega, carioca, que passou a dividir o estúdio do programa há cerca de três semanas. (imagem)

Na base de piadinhas para lá e risadinhas para cá, a moça tem sido “galanteada” o tempo todo (a expressão correta seria outra). Entre constrangida e sorridente, a carioca, alvo dos gracejos, tenta não deixar o clima pesar. O que surpreende é o fato de que essa conduta (ao que parece) não despertou o desconfiômetro da direção da emissora em relação à dor de cabeça que as “brincadeiras” podem causar. E se não houver um basta vão causar, sem dúvida.

Nos meus tempos de garoto, em Sorocaba/SP, a posição do apresentador “brincalhão” seria descrita como a de alguém que “está procurando sarna para se coçar”.

*** *** *** *** ***